Alunos que ficaram sem aulas durante a pandemia podem ganhar 9% menos durante a vida; entenda

Estudo aponta para os impactos da pandemia na educação dos brasileiros. O Brasil está entre os países em que os estudantes enfrentaram mais problemas para dar continuidade aos estudos.

publicidade

Relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) aponta que os brasileiros terão impactos negativos a longo prazo na educação por conta da pandemia.

Ficando atrás apenas do México e empatado com a Arábia Saudita, no diz respeitos aos países que fazem parte do G-20.

Pandemia e redução de salários a longo prazo

O relatório foi elaborado com dados da Organização das Nações Unidas (ONU) e do seu braço para educação, a Unesco.

publicidade

Segundo o documento, o fechamento das escolas pode gerar ganhos 9,1% menores para os estudantes brasileiros ao longo da vida.

Na Indonésia, a perda estimada é de 9,7%, e no México, de 9,9%.

“A pandemia desencadeou uma grave interrupção na educação, com um impacto desproporcional entre os mercados emergentes e as economias em desenvolvimento e entre as crianças mais pobres”, diz o FMI.

Esse mesmo relatório aponta quais os países emergentes do G-20 que menos devem ser impactados, em primeiro lugar está a Rússia com expectativa de redução dos ganhos abaixo de 1%.

O Japão é o país desenvolvido mais bem posicionado, com -1% seguido da França com -1,2%.

“Várias economias do G-20 observaram uma queda nas pontuações de testes (por exemplo, Brasil, Índia, Alemanha, Estados Unidos, Reino Unido). Além disso, em muitos mercados emergentes e economias em desenvolvimento, o fechamento de escolas levou a uma queda considerável na matrícula de alunos em todos os níveis de ensino e corre o risco de deixar muitos alunos permanentemente fora da escola”, pontua o relatório.

publicidade

O FMI ainda estima que as perdas sejam maiores para os estudantes mais desfavorecidos. O relatório ainda aponta que 1,6 bilhão de alunos foram afetados pela interrupção das aulas nos anos de 2020 e 2021.

Segundo o documento, é necessário criar ações políticas para minimizar esse impacto, caso contrário, as desigualdades sociais serão aumentadas.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.