Fundo imobiliário suspende pagamento de dividendos pelo segundo mês seguido; saiba qual é

O fundo imobiliário Hospital da Criança (HCRI11) comunicou que não pagará os dividendos aos cotistas relativo ao mês de abril. Este pagamento estava previsto para acontecer nesta sexta-feira (20). O FII segurará o pagamento para maio, para quitar parte de uma dívida com a Rede D’Or (RDOR3).

Fundo imobiliário suspende pagamento de dividendos pelo segundo mês seguido; saiba qual é
Fundo imobiliário suspende pagamento de dividendos pelo segundo mês seguido; saiba qual é (Imagem: Montagem/FDR)

No mês passado, o fundo imobiliário Hospital da Criança também suspendeu o pagamento de dividendos aos cotistas.

Ao considerar os três primeiros meses deste ano, o FII estava oferecendo um rendimento médio de R$ 2,50 por cota. Seu patrimônio líquido era de R$ 51,8 milhões. O fundo contava com 3.067 cotistas.

Nesta segunda-feira (16), na bolsa de valores brasileira, a cota do fundo caiu 3,85%, a R$ 249,99. No fechamento anterior, o valor tinha sido de R$ 260,00.

No acumulado deste mês, o fundo registra perda de 6,72%. Já no acumulado deste ano, a desvalorização chega a 31,10%.

O processo judicial que envolve o fundo imobiliário HCRI11

Também em abril, o Tribunal de Justiça de São Paulo intimou o FII a pagar R$ 9,7 milhões relativos à sentença de processo movido pela Rede D’Or, que é locatária do fundo.

Desse total, precisaria ser descontada dívida de R$ 8,7 da companhia com a carteira. De qualquer modo, os dois últimos pagamentos de dividendos foram cancelados da carteira.

Em 2016, a Rede D’Or acionou a Justiça para diminuir a quantia paga ao FII — pela locação do espaço onde o Hospital da Criança opera, em São Paulo. A Justiça, no primeiro entendimento, deu parecer favorável. Foi estabelecido um novo aluguel, 24% abaixo do vigente na ocasião.

Até a finalização da ação revisional, a Rede D’Or continuou pagando a quantia original do contrato. Diante da sentença sendo executada, a companhia passou a ter direito a receber o dinheiro pago a mais, estabelecido em R$ 9,7 milhões.

O fundo imobiliário, como resposta à determinação, protocolou pedido para que a sentença de outro processo seja cumprida. Neste processo, de 2011, a Rede D’Or precisa ressarcir o FII em R$ 8,7 milhões.

Conforme cálculos dos gestores do fundo imobiliário, ao considerar as duas ações, o saldo devido da carteira é de cerca de R$ 966 mil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.