B3 lançará investimentos do mercado futuro de Bitcoins; saiba mais

A B3, bolsa de valores brasileira, informou que planeja lançar, em até seis meses, um produto de bitcoins. A informação foi revelada nesta segunda-feira (16), pelo executivo-chefe financeiro da B3, André Milanez, durante teleconferência da companhia.

B3 lançará investimentos do mercado futuro de Bitcoins; saiba mais
B3 lançará investimentos do mercado futuro de Bitcoins; saiba mais (Imagem: Montagem/FDR)

O executivo não concedeu mais detalhes sobre como o produto seria. Ele apenas destacou que a bolsa de valores brasileira pretende “lançar os futuros de bitcoin nos próximos três a seis meses”.

Com o lançamento, este deve ser o primeiro produto oficial da B3 que envolve negociações de bitcoin. Em situações anteriores, membros da empresa já tinham indicado o interesse em criar produtos do tipo no Brasil.

Em janeiro deste ano, o diretor de tecnologia de informação da B3, Jochen Mielke de Lima, tinha informado que a bolsa de valores brasileira lançaria variados produtos expostos a criptomoedas em 2022. Dentre estes, abrangeria os futuros de bitcoin e futuros de eher.

Os contratos futuros são um tipo de derivativo que se refere a um compromisso de compre e venda de um ativo — por uma quantia estabelecida previamente —, em alguma data futura. Os investidores utilizam este instrumento para buscar lucrar tanto em baixa quanto em alta do ativo.

O executivo-chefe financeiro da B3 também afirmou que a bolsa vem trabalhando em iniciativas para mercados não regulamentados de moedas digitais — desenvolvendo uma infraestrutura para clientes poderem conceder acesso ao mercado cripto para usuários finais.

Contratos futuros de bitcoin no mercado global

Pelo mundo, já há bolsas com especialidades em negociar contratos futuros de moedas digitais.

Em janeiro, a Coinbase, plataforma de negociação de criptomoedas, por exemplo, anunciou que adquiriu a bolsa de futuros de cripto FairX. Isso aconteceu como parte de um movimento para disponibilizar derivativos para clientes nos Estados Unidos.

Em novembro do ano passado, os volumes de negociação de derivativos de moedas digitais somaram US$ 3,3 trilhões. Isso representa quase 55% do mercado total de ativos digitais. Os dados são da CryptoCompare.

Os produtos futuros e opções de moedas digitais — principalmente disponibilizados por plataformas regulamentadas — são grandemente observados como menos arriscados em comparação à negociação em dinheiro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.