Vai comprar o Twitter ou não? Elon Musk ‘causa’ mais uma vez; entenda

Na última sexta-feira (13), o bilionário Elon Musk informou que suspendeu, temporariamente, a compra do Twitter. Apesar disso, poucas horas depois, o executivo declarou que “ainda está comprometido com a compra” da da rede social.

Inicialmente, em rede social, Elon Musk afirmou que “o acordo do Twitter está temporariamente suspenso, à espera de detalhes que sustentem o cálculo de que contas falsas e de spam representam menos de 5% dos usuários.

Juntamente com essa publicação, o homem mais rico do mundo compartilhou uma reportagem da Reuters, publicada em 2 de maio.

Apesar desse anúncio inicial, duas horas depois, o CEO da Tesla destacou que ainda segue comprometido com a operação financeira.

Dificuldades com contas falsas causa divergências na compra do Twitter

No início de maio, a equipe do Twitter informou que as contas falsas ou de spam equivaliam a menos de 5% de toda a base de usuários ativos. No entanto, a rede social disse que os cálculos podiam ser inconstantes.

Por sua vez, Elon Musk tinha comunicado que sua prioridade seria retirar os bots da rede social.

Segundo especialistas apurados pelo InfoMoney, a questão é que o número de usuários reais e ativos da plataforma é importante parte da precificação da empresa.

Na outra ponta, para alguns, Elon Musk também pode estar procurando reduzir o valor total da compra. No final de abril, o executivo havia comunicado um acordo para a compra do Twitter por US$ 44 bilhões.

Atualmente, a plataforma conta com mais de 217 milhões de usuários mensais. A rede social foi criada em 2006.

Ações do Twitter caem após publicação de Elon Musk

Em meio a temores que a compra pode não ser concretizada, as ações do Twitter reduziram 9,72%, a US$ 40,70. Quando realizou a oferta, o bilionário tinha oferecido US$ 54,20 por cada ativo da empresa.

Apesar da queda considerável, os papéis do Twitter se recuperaram da mínima diária. No pré-market, os ativos chegaram a reduzir aproximadamente 20%.

Cabe destacar quem antes mesmo da publicação de Elon Musk, as ações da empresa já precificavam um alto risco que que a compra poderia não acontecer mais. No dia anterior, os papéis do Twitter tinham encerrado a US$ 45,08.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.