Analistas ainda não entenderam porque Elon Musk comprou o Twitter; confira

Nesta segunda-feira (25), o Twitter comunicou que aceitou a proposta de compra de US$ 44 bilhões realizada por Elon Musk. Ao longo dessa semana, a aquisição foi amplamente comentada pelo mundo. Apesar disso, ainda há analistas que ainda não entenderam porque Elon Musk comprou o Twitter.

Pela internet, uma parcela considera que Elon Musk melhorará o Twitter, e outra parte entende o contrário. Também foram abordados os desdobramentos políticos da compra.

Apesar disso, houve pouca discussão sobre a parte financeira da operação. Esse tópico pode não fazer tanto sentido. Atualmente, o mercado já não tem visto essa operação como tão provável.

Em comparação aos US$ 54 oferecidos por Musk por cada ação da empresa, os ativos registram desvalorização recente. Diante disso, existem investidores que precificam a possibilidade de o acordo não ser concluído.

Analistas ainda não entenderam porque Elon Musk comprou o Twitter

Segundo apurado pelo InfoMoney, o analista James Collins, da OHM Research, entende ser infundada a proposta de Musk pelo Twitter — ao considerar o lado financeiro e corporativo.

Ainda vale destacar que já circulam comentários de que o executivo estaria reconsiderando a oferta. Isso por conta dos possíveis reflexos que a compra causaria para a Tesla.

Collins alega que o Twitter é uma empresa deficitária. Além disso, a companhia que o bilionário herdará — se a compra acontecer em definitivo — será fortemente alavancada, com uma dívida que dificilmente será paga pelos lucros operacionais.

De acordo com o proposto, a companhia resultante da aquisição terá aproximadamente US$ 25,5 bilhões em dívida realizada para bancar a compra, separada entre empréstimos com taxas fixas e taxas variáveis. Ainda cabe ressaltar que os Estados Unidos vivem uma fase de aumento dos juros.

O analista ainda destaca que o Twitter terá diversos outros gastos com a movimentação feita por Musk — por exemplo, pagando bancos responsáveis por ajudar na movimentação.

Questões políticas também podem afetar decisão de compra do Twitter

De acordo com a Reuters, além da dificuldade financeira, a compra do Twitter possui outras razões para não ser concluída. Grande parte dos motivos são políticos.

Por exemplo, a China desenvolve aproximadamente metade dos veículos da Tesla. Este país não considera o Twitter como uma rede social amigável. Caso a rede social cause problemas para líderes políticos chineses, a Tesla poderá ser afetada indiretamente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.