Onde vai parar? Brasileiro gasta quase R$ 300 para acessar serviços de streaming

Brasileiro gasta quase R$ 300 em streaming por mês. Gastos com os serviços têm se mostrado cada vez mais altos, e entre os motivos estão a alta nos preços dos planos e a multiplicação de opções de serviços de streaming de vídeo.

A realidade do streaming tem mudado de maneira acelerada nos últimos anos. Se formos comparar com 2019, período que antecede a pandemia, o brasileiro pagava por mês R$ 77,70 para ter acesso às principais plataformas da época, sendo elas a Netflix, Prime Video e Globoplay. Três anos depois, assinar os mesmos serviços está 23,2% mais caro, chegando a R$ 95,70.

Lista dos principais streamings cresce 

Atualmente, ao pensarmos nas principais plataformas de streaming, não são apenas as três anteriormente citadas que vem à cabeça. Nos últimos anos, outras empresas se lançaram no mercado, ou investiram ainda no setor levando aos consumidores a aumentar seus gastos.

Com a chegada da Disney+, HBO Max, Telecine, Apple TV+, Star+, Starzplay e Paramount+, o gasto do brasileiro que deseja ter acesso a todos os principais serviços de streamings atuantes no país chega a R$ 268, podendo ser menor a depender de programas de descontos ou planos anuais.

Inflação faz brasileiro sentir peso das mensalidades

Apesar do aumento da Netflix e Amazon terem sido abaixo da inflação acumulada no período (23,83%), com o encarecimento de despesas fixas essenciais, o brasileiro passou a sentir o peso dos preços dos serviços de streamings nos gastos mensais.

A Netflix realizou seu último reajuste em julho de 2021, a assinatura foi de R$ 21,90 para R$ 25,90. Em outros países, houve aumento também em 2022. A empresa que chegou ao Brasil em 2011, possuía assinatura mensal no valor de R$ 14,90. Atualmente, a empresa conta com planos que chegam a R$ 55,90.

Desde seu lançamento, em 2019, a Amazon anunciou esta semana o aumento em 50%, a assinatura do Prime, que dá ao consumidor o acesso ao Prime Video, frete grátis para compras no site da empresa, além do streaming de música da empresa. O serviço passou de R$ 9,90 para R$ 14,90.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.