Investimento em fundos imobiliários tem custo? Descubra de uma vez por todas

Os fundos imobiliários tornam a aplicação em imóveis mais acessível. Os FIIs são fundos de investimentos com portfólio composto por ativos desse mercado. Para quem tem interesse em apostar nessa opção, uma das dúvidas comuns é se investimento em fundos imobiliários tem custo.

Investimento em fundos imobiliários tem custo? Descubra de uma vez por todas
Investimento em fundos imobiliários tem custo? Descubra de uma vez por todas (Imagem: Montagem/FDR)

Os fundos imobiliários se tratam de um veículo coletivo de investimento. Os FIIs possuem gestão profissional para tomar as decisões e gerir o portfólio.

As cotas dos fundos imobiliários são negociadas na bolsa de valores. Ou seja, para participar dos rendimentos do FII, há a necessidade de comprar essa parcela.

Investimento em fundos imobiliários tem custo?

Sim, o investimento em fundos imobiliários possui custo. Ao InfoMoney, o analista de FIIs da Ativas Investimentos, Gabriel Teixeira, informa que as taxas cobradas pelos fundos fazem parte da dinâmica do produto. Ele explica que essas taxas não são exclusividades do segmento.

Entre as taxas que são cobradas pelos FIIs, a de administração é a mais conhecida. Segundo dados da Economatica, a taxa de administração pode variar de 0,25% a 2% ao ano. Teixeira alega que a variação nos percentuais das taxas tem relação com as características e as despesas de cada fundo imobiliário.

O especialista explica que os FIIs podem divulgar uma taxa de administração consolidada ou dividir a cobrança em três taxas distintas. São estas:

  • Custos com gestão: remuneração da equipe de gestão especializada no segmento e focada na procura por oportunidades no mercado;
  • Custos com consultoria: quando o FII realiza parcerias com consultores imobiliários;
  • Custos de escrituração: despesas com a parte operacional e burocrática do fundo.

Apesar dessa cobrança, Teixeira deixa claro que as taxas cobradas pelos fundos imobiliários não acarretam desembolso adicional para o cotista. Quando um fII paga o dividendo mensal, essa taxa já vem descontada nos custos do fundo. Ou seja, o rendimento vem líquido para os investidores.

Além dessa taxa recorrente de administração, existem alguns FIIs que ainda cobram taxa de performance. Essa cobrança recompensa a gestão se for alcançada alguma meta estabelecida previamente.

Em grande parte dos casos, a taxa de performance é de 20% sobre o resultado que superar a meta. Esta pode estar vinculada à taxa do CDI (certificado de depósito bancário), ao IPCA (índice da inflação oficial do país) ou ao Ifix (índice dos FIIs mais negociados na bolsa de valores).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.