Grindr, o ‘Tinder LGBTQIA+’, vai abrir capital na bolsa; confira quanto vale a empresa

O Grindr, aplicativo de relacionamento voltado para o público LGBTQIA+, irá abrir seu capital e lançar ações na Bolsa de Nova York, através de uma Spac (empresa de aquisição de propósito específico), com um montante estimado em US$ 2,1 bilhões. As informações são oriundas da própria empresa, de acordo com uma reportagem da agência Reuters.

É prevista pela operação a fusão do Grindr com a Spac Tiga Acquisition, de Cingapura. A partir da operação os administradores do aplicativo de relacionamento receberão US$ 284 milhões à vista e até US$ 100 milhões em um contrato a prazo. A concretização do negócio depende da aprovação do CFIUS (Comitê de Investimento Estrangeiro nos Estados Unidos).

Em uma apresentação para investidores, a Grindr, segundo a Reuters, disse que possui 11 milhões de usuários ativos por mês e que sua receita aumentou 30% no último ano.

Venda

A abertura de capital do aplicativo acontece em cerca de dois anos após a empresa chinesa Beijing Kunlun Tech anunciar a venda do app por um montante de US$ 608,5 milhões.

A transação aconteceu após um painel do governo dos Estados Unidos determinar junho de 2020 como prazo para venda do aplicativo.

O painel, designado Comitê de Investimento Estrangeiro nos Estados Unidos (CFIUS), não comunicou suas preocupações a respeito  da propriedade da Grindr pela Kunlun, no entanto existe preocupação com os dados de 27 milhões de usuários da plataforma.

Grindr

Grindr é um aplicativo de rede social e um serviço de namoro online para homens homossexuais, bissexuais, pessoas trans e pertencentes da comunidade queer. Foi lançado em março de 2009 como um dos primeiros aplicativos geossociais destinado a homens gays e tornou-se bastante popular no mundo inteiro pela comunidade gay.

O aplicativo está disponível em dispositivos iOS e Android em versões gratuitas e premium (por meio das assinaturas Grindr XTRA e Grindr Unlimited). O aplicativo permite que os usuários criem um perfil pessoal que é exibido em uma grade com imagens de outras pessoas classificados pela distância, dependendo das configurações do filtro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.