Delegada do Rio envolvida em jogo do bicho tem R$ 1,8 milhão apreendido em casa; entenda o caso

Na tarde desta terça, 10, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou a prisão preventiva da delegada licenciada da Polícia Civil, Adriana Belém. Horas antes, ela tinha sido alvo de uma mandado de busca e em sua casa que fica em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, um montante de R$1,8 milhão em espécie foi apreendido. O dinheiro estava guardado em sacolas e em uma mala, de acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro.

Segundo os promotores de Justiça, “o valor encontrado na residência de Belém é um forte indício de lavagem de dinheiro. Até o momento, foram contabilizados aproximadamente R$ 1,8 milhões apreendidos”. “

“O gigantesco valor em espécie arrecadado na posse da acusada, que é Delegada de Polícia do Estado do Rio de Janeiro, aliado aos gravíssimos fatos ventilados na presente ação penal, têm-se sérios e sólidos indicativos de que a ré apresenta um grau exacerbado de comprometimento com a organização criminosa e/ou com a prática de atividade corruptiva (capaz de gerar vantagens que correspondem a cifras milionárias)”, disse Bruno Ruliere, juiz auxiliar da 1ª Vara Especializada, no despacho em que decretou a prisão da delegada Adriana.

A acusada será representada pelas advogadas Luciana Pires, que também cuida da defesa do senador Flávio Bolsonaro no caso da rachadinha, e Sandra Almeida. Para a colunista Juliana Dal Piva, as advogadas afirmaram que a origem do dinheiro será esclarecida nos autos e que não existe necessidade para prisão. Sendo assim, elas irão entrar com um pedido de habeas corpus.

A Operação Calígula foi deflagrada nesta terça, contra uma rede de jogos de azar liderada pelo contraventor Rogério de Andrade, que está foragido e que é integrada também pelo ex-policial militar Ronnie Lessa, réu no caso da morte da vereadora Marielle Franco, e o motorista Anderson Gomes, em 2018.

A Adriana Belém será levada para a Corregedoria da Polícia Civil. A prisão foi aprovada pela Vara Especializada do Tribunal de Justiça. Até agora, 12 pessoas incluindo a delegada foram presas na operação. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.