Saque calamidade do FGTS é aprovado para um novo grupo; confira se você está incluso

Uma nova liberação do saque calamidade do FGTS foi aprovada para um novo grupo. Desta vez, os contemplados são os residentes de Nova Iguaçu (RJ), afetados pelas fortes chuvas desde o dia 1º de abril. 

Saque calamidade do FGTS é aprovado para um novo grupo; confira
Saque calamidade do FGTS é aprovado para um novo grupo; confira. (Imagem: FDR)

A tempestade resultou na inundação do Rio Botas, que liga as cidades de Nova Iguaçu e Belford Roxo. Em Nova Iguaçu, mais de cinco mil moradores ficaram desabrigados, número que foi reduzido a 300 pessoas em Belford Roxo. 

No entanto, muitos dos moradores de ambas as cidades perderam quase todos os pertences em um temporal denominado como “evento extremo” em decorrência das mudanças climáticas, segundo especialistas.

Para se ter uma ideia melhor sobre a gravidade da situação, em apenas quatro horas, choveu o dobro do volume esperado para todo o mês de abril em Nova Iguaçu, ocasião em que o índice pluviométrico foi de 166 mm.

Justamente devido a esta situação catastrófica, o saque calamidade do FGTS foi regulamentado pelo Governo Federal junto à Caixa Econômica.  Conforme previsto por lei, o saque calamidade pode ser liberado na hipótese de desastres naturais, como:

  • Vendavais ou tempestades;
  • Vendavais muito intensos ou ciclones extratropicais;
  • Vendavais extremamente intensos, furacões, tufões ou ciclones tropicais;
  • Tornados e trombas d’água;
  • Precipitações de granizos;
  • Enchentes ou inundações graduais;
  • Enxurradas ou inundações bruscas;
  • Alagamentos;
  • Inundações litorâneas provocadas pela brusca invasão do mar;
  • Rompimento ou colapso de barragens.

É importante reforçar que é crucial ter saldo positivo nas contas ativas e inativas do FGTS. Além do mais, o trabalhador não ter efetuado o saque pela mesma razão nos últimos 12 meses.  O limite de retirada é de R$ 6,2 mil. 

Conforme instruções da Prefeitura de Nova Iguaçu, o morador que não tiver um endereço cadastrado na Caixa Econômica ou não possuir um comprovante de residência em sua titularidade, deve buscar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) ou Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) para se cadastrar e receber o saque calamidade do FGTS.

Solicitação do saque calamidade do FGTS pelo celular

  • Fazer o download do aplicativo FGTS e inserir as informações de cadastro;
  • Ir na opção “Meus saques” e selecionar “Outras situações de saque – Calamidade pública” – acessar a cidade;
  • Encaminhar os seguintes documentos: foto de documento de identidade, comprovante de residência em nome do trabalhador, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade;
  • Selecionar a opção para creditar o valor em conta Caixa, inclusive a Poupança Digital Caixa Tem, ou outro banco e enviar a solicitação;
  • O prazo para retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é de cinco dias úteis.

Documentação necessária para o saque calamidade do FGTS

  • Carteira de Identidade – também são aceitos carteira de habilitação e passaporte;
  • Comprovante de residência em nome do trabalhador: conta de luz, água ou outro documento recebido via correio, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade.
  • Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro(a).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.