Justiça Federal questiona reajuste nas contas de luz do Nordeste; entenda

Após um aumento repentino nas contas de luz, a empresa Neoenergia precisará dar explicações à Justiça Federal em Pernambuco (JFPE). A determinação ocorreu após a concessionária de energia elétrica promover um aumento médio de 18,98% na tarifa de energia. 

Justiça Federal questiona reajuste nas contas de luz do Nordeste; entenda
Justiça Federal questiona reajuste nas contas de luz do Nordeste; entenda.(Imagem: Montagem/FDR)

A deliberação da Justiça Federal regional prevê um prazo de cinco dias para que as justificativas cabíveis à implementação do novo percentual sejam apresentadas. O reajuste nas contas de luz de clientes da Neoenergia começou a vigorar na última sexta-feira, 29. 

Destacando que o reajuste nas contas de luz teve o aval da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no dia 26 de abril. Entretanto, este aumento drástico e sem notificação prévia tem o poder de impactar o bolso de, aproximadamente, 3,8 milhões de consumidores que não tiveram tempo de adaptação. 

Agora, com este aumento na tarifa de energia elétrica, os clientes da Neoenergia deverão desembolsar o valor médio de R$ 120, sendo que há poucos dias pagavam em torno de R$ 100 nas contas de luz do Nordeste. Por esta razão, o juiz da 10ª Vara Federal em Pernambuco, Nivaldo Batista Júnior, decidiu requerer explicações atendendo ao pedido do deputado federal Felipe Carreras.

De acordo com a JFPE, concluído o prazo estabelecido, ficará a cargo do magistrado a decisão a respeito da manutenção ou veto ao reajuste. Na oportunidade, foi informado que é um hábito ouvir a parte contrária antes de apreciar o pedido liminar de tutela de urgência. 

Em nota, a Neoenergia informou que ainda não foi notificada pela Justiça oficialmente, e reiterou a legalidade do reajuste definido e homologado pela Aneel.

“As distribuidoras de energia são a ponta de uma cadeia que absorve todos os custos de produção, transporte de energia e tributos, honrados previamente ao pagamento pelos clientes”, alegou a concessionária. 

Como economizar nas contas de luz?

Opte por lâmpadas de LED ou fluorescentes

Junto à adesão das dicas anteriores referentes à entrada de luz natural e cores do ambiente, outro fator importante se refere aos pontos de energia presentes na casa. O recomendado é trocar as lâmpadas incandescentes e trocá-las por LED ou fluorescentes.

Embora estas alternativas possam ser mais caras, elas têm um tempo de duração três vezes maior, além de consumir bem menos energia. Em outras palavras, geram um custo-benefício positivo ao consumidor. 

Troque eletrodomésticos antigos

No ano de 2016 uma campanha foi feita pelo site Proteste, recomendando a troca de eletrodomésticos antigos por modelos mais novos, especialmente no que se trata de ar-condicionado e refrigeradores. Além de conterem um design moderno, são mais econômicos. 

De acordo com o levantamento apurado pelo portal, a economia mensal poderia atingir a margem de 67%, possibilitando a compensação do investimento feito na troca em apenas alguns meses. Além de tudo, implicaria no fator principal que é a economia de energia a longo prazo. 

Retire os aparelhos eletrônicos da tomada

Mesmo que não haja o uso constante, o hábito de deixar os aparelhos eletrônicos ligados na tomada pode resultar em um gasto significativo no fim do mês. É o caso da televisão e microondas. Isso porque, o simples fato de haver uma luzinha acesa no aparelho já é um indício de gasto de energia. 

Economize energia durante o banho 

Logo após o ar-condicionado, o chuveiro elétrico é o item que mais consome energia em uma casa. Por isso, existem algumas alternativas para economizar energia durante o banho. 

Ao contrário do que se pensa, essa economia vai além de apenas reduzir o tempo no banho. Ela também pode ser aplicada ao manter a chave do chuveiro posicionada no modo “verão”, gerando uma economia de até 30% na energia.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.