‘Golpe do bar’: homem consome itens de luxo e finge passar mal para não pagar a conta

Um crime inusitado chamou a atenção da população de Goiânia esta semana. Ruan Pamponet Costa, de 28 anos, foi detido por tentativa de estelionato, depois de fingir passar mal para não pagar uma conta de mais de R$ 6 mil. O réu seguia preso até segunda-feira (12), por não pagar a fiança estipulada em R$ 10 mil.

O caso aconteceu em um bar do Setor Marista no sábado (16). Ruan chegou ao bar acompanhado de amigos e se identificou como sendo ex-jogador de futebol. O grupo pediu vários itens caros do cardápio, incluindo:

  • Duas garrafas de uísque de R$ 1.450 cada
  • Três garrafas de gin, sendo duas de R$ 279,94 e uma de R$ 260
  • Uma garrafa de vodca por R$ 230
  • 20 energéticos
  • Duas picanhas, por R$ 102 cada
  • Dois pratos de camarão, por R$ 132 cada
  • Duas garrafas de vinho, por R$ 165 cada

Juntos, os pratos e bebidas custaram R$ 5.705,90. Com a taxa de serviço de 10%, a conta ficou em R$ 6,2 mil, mas na hora de pagá-la, o homem, já desacompanhado dos amigos, começou a demonstrar que estava passando mal. Chamados pelos funcionários do bar para socorrer o golpista, os bombeiros perceberam que ele estava fingindo.

Começou então uma discussão entre Ruan Pamponet e os funcionários, que exigiram que a conta fosse paga. Como Ruan se negou, a polícia foi chamada. Aos policiais, o golpista se recusou a fornecer documento de identidade e a assinar um Termo de Ocorrência Circunstanciado.

Ficha extensa

Ruan Pamponet foi autuado e passou por audiência de custódia no domingo (17), na qual foi estipulada fiança de R$ 10 mil para que ele pudesse responder ao processo em liberdade. Até o momento, a fiança não foi paga.

O réu já aplicou golpes parecidos em outros seis estados e no Distrito Federal. Ao todo, ele é acusado de 16 crimes, cometidos desde 2014. Em 2019, por exemplo, Ruan deixou de pagar uma conta de R$ 5,2 mil em um quiosque e corridas de R$ 500 a dois taxistas, no Rio de Janeiro (RJ).

Também não é a primeira vez que ele é detido. Em novembro do ano passado, Ruan teve prisão decretada após se recusar a pagar R$ 3,4 mil em um restaurante de Fortaleza, mas pouco depois foi liberado. No mesmo mês, foi espancado depois de tentar aplicar o mesmo golpe em um restaurante em Aracati, também no Ceará.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.