Compras online mais caras: Mastercard anuncia aumento de taxas

A Mastercard comunicou que irá elevar a chamada “tarifa de intercâmbio” para transações efetuadas com cartões de crédito e débito ainda este mês.

Segundo associações e representantes do varejo e do setor de e-commerce, o aumento desta taxa pode acelerar a inflação e diminuir o poder de compra dos consumidores, já que a diferença será repassada através do aumento do preço dos produtos.

É previsto pela empresa um aumento de 0,2% nas taxas para transações pela internet realizadas no crédito e até 0,5% no débito, segundo dados obtidos por Lauro Jardim do jornal O Globo. É previsto por representantes do setor que a medida deverá trazer um impacto de pelo menos R$604 milhões ao ano para o setor de e-commerce.

Como forma de tentar barrar este aumento, a ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) redigiu uma notificação extrajudicial para a Mastercard. Também assinou o ofício a A Associação Brasileira dos Atacadistas de Autosserviço (ABAAS), alertando a operadora de cartões a respeito deste aumento.

Outras entidades ligadas ao setor como Conecta, Câmara-e.net, Abipag e Abranet, também se manifestaram contra este aumento. Por conta disso, uma carta foi remetida para a administração da Mastercard para reclamar do aumento nas tarifas cobradas.

Na carta, os representantes do setor de atacado alegam que o aumento da Mastercard é “inaceitável, abusivo, exorbitante e desproporcional”. Eles dizem ainda que os comerciantes poderão “repensar” a utilização da bandeira em suas vendas.

Mastercard lança cartão de crédito com novo modelo de limite

Juntamente com a startup de cripto Nexo, a Mastercard anunciou um novo cartão de crédito que se coloca como o primeiro do mundo a oferecer um limite em criptomoedas. As empresas falam sobre o novo produto como o pioneiro no universo dos cartões de crédito “suportado por cripto”.

“A Mastercard reconhece que os ativos digitais estão revolucionando o cenário financeiro”, afirmou em um comunicado Raj Dhamodharan, chefe de produtos e parcerias de criptomoedas e blockchain da Mastercard.

O novo cartão que neste primeiro momento só está disponível na Europa é diferente dos outros cartões cripto já existentes no mercado, uma vez que  não obriga os consumidores a vender suas cripto ao fazer compras.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.