Quanto custa uma crise de pânico? Empresa é condenada a pagar multa milionária

Todo mundo adora se deparar com uma festa surpresa em seu aniversário certo? Errado. Um funcionário de um laboratório médico teve uma crise de pânico em seu trabalho depois de receber uma festa surpresa no seu aniversário e acabou sendo demitido por conta de sua condição clínica.

Como uma maneira de indenizá-lo pelo estresse emocional sofrido, a empresa Diagnostics em Covington teve que pagar US$ 450 mil (cerca de R$ 2 milhões) a Kevin Berling como forma de reparação pelo dano causado.

Naquele dia, Kevin solicitou que o gerente não fizesse uma festa no local de trabalho pois ele sofria de ansiedade. Segundo seu advogado, Tony Bucher, a festa foi planejada pelos funcionários enquanto o gerente estava ausente. A situação ficou complicada imediatamente.

Kevin passou mal depois de ficar sabendo que a festa aconteceria no horário de almoço e a comemoração tinha até faixa decorativa e parabenizarão dos colegas.

Para evitar que sua condição se agravasse, Kevin decidiu almoçar sozinho dentro do carro. Por conta dessa atitude, ele foi confrontado pelos superiores e acusado de “comportamento sombrio”. Após três dias, ele foi demitido através de um email.

A empresa alegou ao longo do processo, que o funcionário tinha sido dispensado por ter sido violento na reunião. No entendimento do juri, o homem tinha experimentado uma medida adversa tomada por seu empregador em razão da sua deficiência.

A empresa foi condenada a pagar US$ 150 mil em indenização pela perda de renda e benefícios, além de US$ 300 mil pelo constrangimento causado.

Crise de pânico

“A Síndrome se caracteriza por sua ocorrência repentina, súbita e inesperada, sendo que de certa forma é também inexplicável, mas que apresentam algum gatilho que desencadeia as crises de ansiedades. Elas são marcadas por muito medo e desespero associados a sintomas físicos e emocionais muito intensos, durante cerca de 10 minutos e podem atingir pessoas de qualquer idade”, explicou a médica Lívia de Lima Basseres, psiquiatra pela Faculdade de Medicina do ABC, mestre em Psiquiatria pela USP e membro da equipe do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (IPQ-USP) ao Yahoo Esportes.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.