Banco Inter (BIDI11): empresa tenta listar ações na Nasdaq pela segunda vez; entenda

Nesta segunda-feira (18), as units do Banco Inter (BIDI11) registraram o maior aumento do Ibovespa. No fechamento, os ativos tiveram alta de 4,42%, a R$ 17,26. A valorização aconteceu após o banco retomar o processo de listagem de suas ações na Nasdaq.

Banco Inter (BIDI11): empresa tenta listar ações na Nasdaq pela segunda vez; entenda
Banco Inter (BIDI11): empresa tenta listar ações na Nasdaq pela segunda vez; entenda (Imagem: Montagem/FDR)

No acumulado anual, as units do Inter apresentam queda de 39,58% na Bolsa de Valores brasileira. Apenas em abril, os ativos registram diminuição de 18,57%.

Pela segunda vez, o Banco Inter busca listar seus papéis no índice de tecnologia dos Estados Unidos. No final do ano passado, a fintech tentou listar suas ações no país estrangeiro. Contudo, houve o cancelamento do processo.

Na ocasião, a empresa oferecia opção de saque aos acionistas (a R$ 45,84 por unit), com limite de R$ 2 bilhões. No entanto, a demanda pela opção de saque superou o limite estabelecido pelo banco — de forma a resultar em cancelamento da oferta.

nessa nova tentativa, o Inter estabeleceu o valor de saque em até R$ 1 bilhão. Caso tenha mais investidores exigindo a opção de saque, a migração seguirá. Neste caso, será rateada essa opção entre os acionistas que a demandarem.

O Inter determinou o valor de saque em R$ 38,70 para cada 6 ações da companhia — R$ 19,35 por unit. A opção de saque estará disponível somente pelo investidor que tiver as ações da fintech em 15 de abril.

Este movimento recente integra uma procura do banco digital de se tornar uma empresa global, com múltiplos maiores. Ao mesmo passo, a instituição continua sob o controle da família Menin.

Possível atuação do Banco Inter (BIDI11) nos Estados Unidos

Ao fim do processo de reestruturação societária, em caso de sucesso, as ações do Banco Inter serão listadas nos Estados Unidos. Os acionistas contarão com papéis da Inter&Co. Vale destacar que no Brasil, os investidores poderão comprar somente BDRs, os certificados de depósito de valores mobiliários.

O novo veículo possuirá duas classes de ações. São estas: classe A, com 1 voto por ação; e classe B, com 10 votos por ação (de propriedade de somente acionistas controladores).

Os acionistas minoritários atuais fecharão a reestruturação societária com ações classe A (ou BDRs das ações classe A).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.