Por conta da Guerra, presidente da Ucrânia acredita que fome pode afetar outros países; entenda

Economia mundial deve ser afetada pelo conflito Rússia e Ucrânia. Nessa semana, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, falou sobre os impactos financeiros da guerra. De acordo com ele, diversas nações podem aumentar seus indicativos de fome e extrema pobreza. Entenda mais, abaixo.

Nas últimas semanas, o mundo inteiro vem acompanhando os desdobramentos da guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Com centenas de mortos e diversas invasões, as duas potências seguem em confronto de modo que sejam adotadas medidas econômicas que afetam países ao seu entorno.

Aumento da fome

De acordo com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, é de se esperar que parte significativa de países aliados a Ucrânia sejam afetados economicamente pela guerra. Durante uma entrevista no parlamento italiano, nessa terça-feira (22), ele se pronunciou sobre o futuro cenário de instabilidade.

“Para as tropas russas, a Ucrânia é a porta da Europa, onde eles querem invadir, mas a barbárie não pode ser permitida”, afirmou, pontuando ainda que as consequências da guerra já estão sendo sentidas em várias partes do mundo.

“O mais terrível será a fome que se aproxima para alguns países. A Ucrânia sempre foi um dos maiores exportadores de alimentos, mas como podemos plantar sob os ataques da artilharia russa?”

Atualmente, os países que defendem a Ucrânia são o Líbano, Egito, Iêmen, nos quais já tiveram quedas na produção e envio do trigo, fazendo com que o produto aumentasse seu valor em 50%.

“A arrogância do governo russo colidiu com a dignidade do povo ucraniano, que conseguiu conter os objetivos expansionistas de Moscou e impor um enorme custo ao Exército invasor”, afirmou o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi.

Especialista explica impactos econômicos da guerra

Em entrevista ao FDR, Carlos Pamila, Professor e Coordenador da Área de Ciências Humanas do Colégio Motivo, esclarece quais são as consequências financeira da guerra.

“Inflação elevada, menor crescimento, distúrbios no comércio global e alterações cambiais são algumas das consequências imediatas atreladas ao conflito. A Ucrânia é um país de economia baseada na exportação de commodities, como por exemplo soja, milho, minério de ferro e o gás neônio, esse último que é usado em lasers que fazem parte do processo de fabricação de chips, se configura como uma problemática para a indústria de tecnologia mundial”, pontuou.

Confira a entrevista completa de Carlos, clicando aqui.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.