Consórcios iniciam 2022 em alta; descubra se vale a pena

Consórcios iniciam 2022 em alta. O sistema tem reforçado sua relevância econômica durante os primeiros meses do ano e faz brasileiros questionarem se a modalidade vale a pena.

De acordo com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), somente no primeiro trimestre de 2022, foi registrado um crescimento considerável nas vendas de novas cotas, negócios, contemplações e participantes ativos.em janeiro, a modalidade atingiu a marca de R$ 18,42 bilhões em negócios realizados. O resultado aponta um aumento de 25,8% em comparação com o mesmo período de 2021.

Sistema de consórcio reforça sua relevância econômica

Além do aumento das vendas, cresceu também o número de contemplados, enquanto em janeiro de 2021, foram registrados 103,51 mil, no mesmo período de 2022, o número saltou para 132,87 mil. 

Os dados apontam a contribuição econômica  feita também em períodos recessivos, de crescimentos, ou mesmo na adaptação dos variados planos econômicos.

Como funciona o sistema de consórcio

O consórcio tem como base princípios do planejamento financeiro que levam em conta a simplicidade e os custos reduzidos, além de ser um meio facilitador para a conquista de bens ou contratação de serviços.

“Fazer um consórcio é uma excelente escolha por causa do planejamento e da economia, ainda mais em relação ao financiamento. Nestes anos de pandemia e crise financeira, o consórcio se destaca novamente como uma das melhores formas para adquirir um bem”, conta o presidente do Grupo KSL, Edemilson Loki Motora.

O presidente ainda destaca a mudança no perfil do consumidor que durante a pandemia se tornou mais consciente de suas finanças.“Com a pandemia e a quarentena, aqueles que possuem uma renda fixa, passaram a se preocupar mais com o futuro financeiro, muito disso pela instabilidade e incertezas dos tempos atuais. Isso influenciou diretamente nos desejos de programar e organizar financeiramente para melhorar o patrimônio”

Vale a pena investir em consórcio?

Para investir no setor, é necessário levar em consideração suas próprias despesas e receitas para avaliar se é ou não um investimento vantajoso

Os prazos e valores envolvidos precisam estar dentro do seu orçamento, para isso, avaliar o melhor plano a ser adquirido  é essencial. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.