Auxílio Brasil faz a popularidade de Bolsonaro crescer

Bolsonaro aumenta sua popularidade a partir de projetos sociais. Desde a implementação do Auxílio Brasil, o atual presidente da república vem conquistando um novo eleitorado que até então não fazia parte de suas intenções políticas. Com isso, espera resultados otimistas nas eleições presidenciais. Entenda.

Auxílio Brasil faz a popularidade de Bolsonaro crescer; entenda o que isso significa (Imagem: FDR)
Auxílio Brasil faz a popularidade de Bolsonaro crescer; entenda o que isso significa (Imagem: FDR)

Na corrida contra o tempo para recuperar suas intenções de voto, Jair Bolsonaro vem investindo na implementação de projetos sociais para aumentar sua popularidade. Com a concessão do Auxílio Brasil, a reprovação de seu governo caiu de 45% para 23%.

De acordo com os últimos levantamentos feitos pelo Instituto Genial em parceria com a Quaest, o atual chefe de estado vem conseguindo crescer sua aceitação entre os mais vulneráveis. É válido ressaltar, no entanto, que inicialmente ele se colocava contra o funcionamento de projetos sociais como o Bolsa Família.

Ainda segundo o levantamento, entre os usuários do Auxílio Brasil, cerca de 23% afirmam que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum. Em fevereiro, essa rejeição foi de 45%. Já em janeiro era de 41%.

Previsão das eleições de 2022

Até o momento, as pesquisas apontam a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ainda que Bolsonaro esteja buscando a aprovação do público vulnerável, o petista consolidou sua carreira política a partir da luta contra a fome, pobreza e desemprego.

Desse modo, espera-se que haja a concessão de novos abonos, por parte do governo de Bolsonaro, beneficiando os pobres. Trata-se de uma estratégia para minimizar sua impopularidade com a classe média que nesse momento queixa-se dos desdobramentos da inflação.

Sobre o Auxílio Brasil

Atualmente, são cerca de 17 milhões de pessoas contempladas, seguindo as regras abaixo:

  • Ter renda familiar per capita de até R$ 89; ou
  • Ter renda familiar per capita de até R$ 178 (no caso de famílias que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e/ou adolescentes até 17 anos);
  • Estar inscrito no CadÚnico;
  • Estar com dados atualizados no CadÚnico há, pelo menos, dois anos.

Calendário do Auxílio Brasil em março

  • NIS com final 1: 18 de março
  • NIS com final 2: 21 de março
  • NIS com final 3: 22 de março
  • NIS com final 4: 23 de março
  • NIS com final 5: 24 de março
  • NIS com final 6: 25 de março
  • NIS com final 7: 28 de março
  • NIS com final 8: 29 de março
  • NIS com final 9: 30 de março
  • NIS com final 0: 31 de março

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.