Plataforma de investimentos que prometia altos ganhos dá calote em clientes

Plataforma de investimentos que prometia altos ganhos dá calote em clientes. A fintech também incentivava que seus consumidores realizassem empréstimos em bancos tradicionais para que os investimentos fossem feitos.

As denúncias contra a Autibank estão sendo analisadas pela Procuradoria Geral da República, pela acusação de descumprir com contratos que prometiam renda fixa.

Clientes afirmam não receber repasses

A Autibank oferecia aos clientes assumir os pagamentos de empréstimos feitos com outras instituições financeiras, em troca disso teria o suposto rendimento de até 5% ao mês em cima do valor. 

Entretanto, desde o último mês de dezembro, clientes em sua maioria do Rio de Janeiro e do Distrito Federal, dizem não receber os repasses das parcelas devidas aos bancos tradicionais e à rentabilidade. Além da PGR, a Polícia Civil também investiga o caso.

Sem respostas

De acordo com a BandNews FM, algumas das vítimas que tentaram contato com a diretoria da fintech alegam que após inúmeras promessas, a diretoria havia desaparecido sem dar maiores explicações.

Ainda segundo a rede de rádio, os clientes vítimas da situação afirmam que as agências físicas da empresa foram fechadas e seus funcionários alegam falta de pagamento dos salários. 

Além do estresse proporcionado pelo caso, os clientes precisam lidar também com o aumento das taxas e juros dos empréstimos tirados em seus nomes.

Autibank

O escândalo não é o primeiro ligado ao grupo, Yuri Medeiros Corrêa, CEO da Autibank, é réu no Ceará, acusado pelo Ministério Público do Estado de comandar uma organização criminosa, além de obter vantagem ilícita em prejuízo alheio.

Apesar disso, em novembro de 2021, Yuri Medeiros foi reconhecido pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro como “Comendador da Soberana Ordem do Mérito do Empreendedor Juscelino Kubitschek”.

Em relação ao recente caso denunciado, a empresa por meio de nota, diz ter sido vítima de um golpe. Segundo a Autibank, uma outra empresa estaria se passando pela instituição financeira e se utilizando de um site falso. 

A Autibank afirma que por questões de segurança, suas contas teriam sido bloqueadas, mas que o CEO, Yuri Medeiros Corrêa tem trabalhado para o ressarcimento dos prejuízos causados aos seus clientes. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.