Empresas estão contratando ex-soldados para missão na Ucrânia; confira salários

Reportagem da BBC mostra que empresas de todo o mundo estão intermediando a contratação de ex-soldados e veteranos experientes em guerras para missões na Ucrânia. Essa prática já foi observada em outros conflitos, como o no Afeganistão.

Diversas empresas privadas ao redor do mundo estão intermediando a contratação de ex-soldados e veteranos experientes em guerras para missões na Ucrânia.

No geral, essas contratações não são para lutar na guerra, mas sim para participação em ações como evacuações ou trabalho estratégicos, além de resgates.

A estimativa é de que o pagamento de algumas missões pode chegar a milhões de dólares se completada.

Contratações para a guerra na Ucrânia

Falar desse assunto pode parecer estranho, mas, as contratações são feitas por pessoas “comuns”, os civis, até famílias ricas e até mesmo aqueles que estão politicamente expostas, incluindo com órgãos ligados a governos tentando evacuar cidadãos de seus países.

Robert Young Pelton, é um especialista em empresas militares privadas, em conversa com a BBC ele afirmou que existe uma espécie de “frenesi no mercado” em busca de contratações para esses serviços na Ucrânia.

De acordo com ele, as remunerações são bastante atrativas e variam de US$ 30 mil e até US$ 6 milhões.

Os valores são mais altos quando as famílias querem deixar o país e levar seus pertences, afina o especialista.

Essas vagas aparecem normalmente em sites especializados em segurança provada, como o Silent Professionals.

Recentemente uma oportunidade nesse perfil apareceu no portal pagando de mil a 2 mil dólares por dia para uma missão contratada por uma “corporação baseada nos EUA”; além de bônus após a conclusão.

Parece coisa de cinema, mas o setor de segurança e serviços militares privado já foi utilizado em outras guerras e pode movimentar mais de US$ 450 bilhões até 2030.

É importante lembrar que esse serviço é diferente do voluntariado que acontece para combate na Ucrânia.

Denominada de “Legião Internacional para Defesa Territorial da Ucrânia”, a ação de recrutamento para combate na Ucrânia já recrutou mais de 20 mil pessoas.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.