Governo de SP libera R$ 100 milhões em créditos para empresas quitarem dívidas

Governo de São Paulo fornece suporte para empresas afetadas pelo novo coronavírus. Nessa quarta-feira (09), o gestor João Dória informou que estará fornecendo uma linha de crédito de R$ 100 milhões através do Banco do Povo Paulista. O investimento será destinado aos empresários com débitos acumulados nos últimos meses. Entenda.

Diante do atual cenário de crise economia e instabilidade fiscal, o governo de São Paulo informou que está concedendo uma linha de crédito de R$ 100 para os empresários afetados pelo novo coronavírus. O programa Nome Limpo irá liberar recursos com juros zeros para aqueles que tiveram os negócios negativados.

O lançamento da linha de empréstimo foi anunciado por João Dória, governador do estado, em evento realizado nessa quarta-feira (09).

“Temos que recuperar a normalidade econômica no estado de São Paulo. O programa do Bolsa do Povo atenderá, com R$ 100 milhões em créditos, os microempreendedores que sofreram com a pandemia”, disse Doria.

Detalhes do empréstimo

O programa irá estimular o fim da inadimplência entre os empresários. Quem estiver negativado, poderá solicitar o crédito sem precisar se preocupar com datas de juros. A concessão será destinada a pessoas jurídicas qualificadas como MEI (Microeemprendedor Individual), ME (Micro Empresa), Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) ou LTDA (sociedade limitada).

Cada solicitante terá o direito de receber até R$ 5 mil, desde que o CNPJ esteja negativado desde março de 2020.

“Esta linha de microcrédito é um grande auxílio para os empresários que poderão contar com apoio para limpar o nome de suas empresas. É uma medida importante para garantir o crescimento da economia”, disse o presidente do Desenvolve SP, Sérgio Gusmão Suchodolski.

Para fazer a solicitação será preciso ir até o Banco do Povo Paulista. O titular terá que apresentar os documentos de sua empresa, comprovando a situação de crise. A instituição informou que somente em 2021 aprovou cerca de R$ 315,7 milhões em mais de 19 mil operações.

Neste ano, espera contabilizar R$ 378 milhões e atingir um número ainda maior, superando 30 mil empreendedores em todo o estado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.