Redução do IPI deve beneficiar montadoras, mas não o consumidor final; entenda

No final de fevereiro, o governo federal diminuiu o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Por meio dessa medida, há a expectativa de impulsionar a venda de impulsionar a indústria. Por um lado, a redução do IPI tende a beneficiar montadoras. No entanto, o consumidor pode não ser beneficiado.

Redução do IPI deve beneficiar montadoras, mas não o consumidor final; entenda
Redução do IPI deve beneficiar montadoras, mas não o consumidor final; entenda (Imagem: Montagem/FDR)

Ao InfoMoney, o economista e consultor na Oikonomia Consultoria Automotiva, Raphael Galante, destaca que, nos últimos 30 anos, quando houve diminuição de imposto, as montadoras reajustavam gradativamente os valores dos carros.

Já a diferença, segundo o economista, era embolsada pelas empresas. Mesmo assim, esse reajuste acontecia em alguns meses.

Galante declara que, dessa vez, uma parte considerável das montadoras já decidiu aproveitar a redução do IPI, agora. Conforme apurado por ele, em março, essas companhias promoveram novos reajustes dos veículos.

Sendo assim, o economista declara que, além de haver montadoras que embolsaram na diminuição do imponto, ainda elevaram o preço do veículo. No mês, o reajuste foi acima de 2%. Ainda teve carros que o aumentou ficou em quase 10%.

De qualquer modo, o economista ressalta que houve marca que anunciou reajuste, e depois cancelou a elevação — mas aproveitou o benefício do IPI. Ainda existem companhias que não promoveram reajuste, mas também não diminuíram os preços.

Conforme apurado por Galante, somente uma montadora de volume diminuiu os valores dos veículos na mesma proporção da redução do IPI. Diante disso, na visão do economista, o benefício do governo federal não chegará ao consumidor final.

Kia foi primeira montadora a atualizar preços após redução do IPI

Na última quinta-feira (3), a Kia anunciou a nova tabela de preços. Após a redução do IPI, a companhia realizou uma diminuição de 3,74% no valor final.

O veículo mais barato da empresa no país, o valor do sedã compacto Cerato caiu de R$ 132.990 para R$ 130.490. o SUV Sportage reduziu de R$ 182.990 para R$ 179.590. O híbrido Stonic diminuiu de R$ 149.990 para R$ 146.990. Por fim, a minivan Carnival passou de R$ 534.990 para R$ 514.990.

Em comunicado, o presidente da Kia Brasil, José Luiz Gandini, declarou que neste cenário de muita pressão de custos e de forte depressão da demanda interna por veículos automotores, a empresa entende que o governo acertou ao diminuir a porcentagem do IPI.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.