IPVA SP 2022: consulta de restituição para veículos roubados em 2021 já está disponível

Proprietários que tiveram o veículo roubado ou furtado em 2021 já podem consultar se receberão a restituição no IPVA do ano passado. Além disso, a Secretaria Estadual de Fazenda e Planejamento (Sefaz) também anunciou as datas em que tais valores serão depositados.

Para consultar a restituição, o proprietário deve acessar o portal da Sefaz, na parte reservada ao IPVA. Depois, deve clicar em “Consultar restituição furto ou roubo”, entre os serviços informados no centro da página. Em seguida, basta informar o Renavam do veículo e o número do Boletim de Ocorrência para ter acesso à informação.

O valor da restituição também será informado. Ele é proporcional ao imposto pago em 2021 e à quantidade de meses que o proprietário ficou sem o veículo devido ao crime.

O IPVA será restituído entre abril e maio, conforme o trimestre em que o veículo foi furtado ou roubado. Veja o cronograma:

  • 4 de abril: ocorrência no 1º trimestre de 2021
  • 18 de abril: ocorrência no 2º trimestre de 2021
  • 2 de maio: ocorrência no 3º trimestre de 2021
  • 16 de maio: ocorrência no 4º trimestre de 2021

Lembrando que os depósitos são feitos sempre em uma conta do Banco do Brasil.

Como funciona a restituição

Quem teve o veículo roubado ou furtado e registrou a ocorrência em uma unidade de polícia, terá direito à restituição do IPVA automaticamente no ano seguinte.

Veja como é feito o cálculo da restituição:

  • Se o proprietário pagou apenas duas parcelas do imposto e perdeu o bem em novembro, receberá 2/12 do valor pago, já que não dispôs do bem por dois meses do ano.
  • Se o proprietário pagou o imposto integralmente, mas depois teve o bem roubado ou furtado em julho, receberá metade do valor pago (6/12 do total).

Caso a restituída não seja depositada automaticamente no Banco do Brasil, o proprietário deve acessar a página do SIVEI (Sistema de Veículos). Lá, deve-se clicar em “Novo Requerimento” e em “Requerimento de Concessão de Isenção do IPVA para os demais casos, Reconhecimento de Imunidade, Dispensa de Pagamento e Restituição por Furto e Roubo do IPVA”.

Os documentos solicitados devem ser anexados. Eles incluem o Boletim de Ocorrência, comprovante de pagamento do IPVA, RG, CPF, etc. A Sefaz informa que o procedimento demora em média 102 dias para ser concluído.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.