Rússia x Ucrânia: Klabin (KLBN11) apresenta impactos da guerra no mercado de papel e celulose

A Klabin, por meio do diretor Financeiro e de Relações com Investidores da empresa, Marcos Ivo, já estima os reflexos da guerra, entre Rússia e Ucrânia, no mercado de papel e celulose. Isso acontece principalmente devido ao aumento do valor do petróleo. A declaração foi realizada em entrevista ao InfoMoney.

De acordo com Marcos Ivo, existe a necessidade de avaliar o cenário em três frentes.

Segundo ele, há derivados de petróleo que geram produtos químicos — sendo que alguns desses são utilizados em processo industrial. Também existe o combustível usado para o transporte de matéria-prima, madeira e produto final. Ainda há a utilização do combustível na queima do processo industrial.

No caso da Klabin, o diretor explica que esse último componente é pouco relevante. Contudo, para outras geografias e players pode ser bastante relevante.

No processo industrial, o combustível é derivado do petróleo na forma de gás, óleo BPF e outros tipos de óleo. Segundo Ivo, nesse aspecto, a Klabin, dentro de seu processo industrial, possui grande percentual de combustível de fontes renováveis.

O executivo ressalta que o reflexo que acontece, que não é apenas para o papel e celulose, mas de qualquer mercadoria, é no transporte.

Ao elevar o valor do petróleo, existe uma questão temporal. Contudo, isso impacta o preço de diversos tipos de combustíveis — como o diesel, utilizado em navios. Nos últimos dias, após a invasão da Rússia à Ucrânia, o barril chegou a superar US$ 100 algumas vezes.

Questões que afetaram o mercado de papel e celulose no ano passado

Na visão de analistas de mercado, os resultados das companhias de indústria de papel e celulose, em 2021, foram dominados pela inflação e questões globais de logística.

Com relação à inflação, Ivo argumentou que o movimento pós-pandemia acarretou uma reorganização nos mercados — que provocaram pressões inflacionárias em todo o planeta. Ele declara que a cadeia de commodities, incluindo combustíveis e químicos, acompanharam a tendência.

Desse modo, algumas matérias-primas usadas pela indústria de papel e celulose apresentaram elevação de valor.

Devido à pandemia, o executivo ainda destaca a desorganização logística no mundo — principalmente nos navios que transportam contêineres e que vêm impondo dificuldades para setores variados. O diretor declara que a questão logística ocorre desde o início da pandemia de coronavírus.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.