Bolsa de valores: Afinal, quando as ações pagam dividendos?

Pontos-chave
  • Para quem investe em ações na Bolsa de Valores, o termo dividendos é bastante comentado. Os dividendos são uma parte dos lucros de alguma companhia distribuída aos acionistas. Antes destes pagamentos, há diversas etapas e regras e serem cumpridas. Entenda quando as ações pagam dividendos.

Para quem investe em ações na Bolsa de Valores, o termo dividendos é bastante comentado. Os dividendos são uma parte dos lucros de alguma companhia distribuída aos acionistas. Antes destes pagamentos, há diversas etapas e regras e serem cumpridas. Entenda quando as ações pagam dividendos.

Bolsa de valores: Afinal, quando as ações pagam dividendos?
Bolsa de valores: Afinal, quando as ações pagam dividendos? (Imagem: Montagem/FDR)

As companhias realizam o pagamento de dividendos para recompensar os acionistas. Essa distribuição tem o objetivo de atrair novos investidores. Os dividendos podem ser oferecidos a quem possui ação de alguma empresa que registrou lucro no período.

Segundo a Lei das S/As de 1976 (Lei º 6.404), as companhias listadas na Bolsa de Valores — que possuírem lucro líquido — precisam distribuir uma porcentagem deste aos acionistas.

Vale ressaltar que não há um percentual mínimo que deve ser dividido entre os investidores. De acordo com o artigo 202 da Lei da S/SAs, o estatuto social da empresa terá a função de apontar o percentual dos lucros que precisa ser direcionado ao dividendo obrigatório.

Sendo assim, esse documento precisa ser considerado pelos investidores. Os interessados podem acessar essas informações na área de relacionamento com investidores nos sites das companhias.

Dessa forma, caso a companhia não registre lucro, por exemplo, poderá reduzir — ou até suspender o pagamento de dividendos em situações adversas. Nessa hipótese, também é possível que a companhia destine uma parcela do lucro para uma reserva de contingências.

Quando as ações pagam dividendos

Conforme visto, o pagamento de dividendos não tem um cronograma fixo. Sendo assim, há a possibilidade de que alguma companhia que pagou no último semestre, não pague no seguinte.

A distribuição de dividendos pode ser realizada de forma trimestral, semestral ou anual. Essa definição dependerá de cada empresa.

Cabe destacar que o processo de pagamento de dividendos envolve algumas etapas:

  • Aprovação do conselho administrativo: inicialmente, o pagamento depende de aprovação da companhia. Esta realiza reuniões periodicamente para verificar se há algum lucro que precisa ser direcionado aos acionistas.
  • Protocolo da Comissão de Valores Mobiliários (CVM): após, será necessário protocolar esse processo na CVM. Esta instituição regula o mercado de capitais. Dentre as funções, o protocolo serve para informar aos acionistas e outras pessoas sobre como e quando serão pagos os dividendos.

Quando acontece a publicação do aviso, os investidos se atentam à possibilidade de receber os dividendos. Diante disso, muitos verificam a agenda de dividendos.

O que é a agenda de dividendos

A agenda de dividendos é uma estimativa das datas de pagamentos de um conjunto de empresas da Bolsa de Valores pode realizar nas próximas semanas ou meses.

Para quem deseja receber os lucros de alguma companhia, algumas datas devem ser verificadas:

  • Data de Declaração

Se refere ao momento em que o conselho de administração de uma companhia anuncia que acontecerá a pagamento de dividendos. A partir desse momento, a empresa é obrigada por lei a pagar os valores indicados.

  • Ex-data (ou ex-dividendo)

Na mesma data da declaração, a empresa comunica qual será a ex-data. Essa é um tipo de “data de corte” para os acionistas receberem os dividendos. Quem adquiriu ações antes da data ex-dividendo, receberá os lucros oferecidos. Já quem compra depois, não receberá os lucros.

Este caso vale para os casos de pagamento em dinheiro. Já na situação de pagamento em ações, existe um processo diferente: a ex-data será o primeiro dia útil depois do pagamento dos dividendos.

  • Data de Registro

Após comunicar a distribuição de lucros e definir a data ex-dividendo, a companhia precisa estabelecer a data de registro. Isso representa ao dia em que a empresa registrará todos os acionistas que receberão os dividendos — e envia a documentação financeira e administrativa aos interessados.

  • Data de Pagamento

Esse é o dia estimado para que os dividendos sejam pagos aos acionistas.

Para realizar a consulta das empresas que distribuem dividendos, alguns sites disponibilizam calendário de dividendos. Dentre os sites existentes, estão:

Diversas empresas listadas na Bolsa oferecem dividendos aos acionistas
Diversas empresas listadas na Bolsa oferecem dividendos aos acionistas (Imagem: Montagem/FDR)

Como realizar o cálculo de dividendos

Geralmente, o cálculo de dividendos ocorre como um valor por ação — em dinheiro ou porcentagem. Desse modo, o investidor recebe uma quantia conforme o número de ações que possui.

Ainda existe a possibilidade de efetuar o cálculo por meio do Dividend Yield. Esse termo tem a função de estabelecer o dividendo anual de alguma ação dividido pelo seu valor atual.

Por exemplo, se as ações de certa companhia estão sendo negociados por R$ 40, e o pagamento anual de dividendos será de R$ 4 por ação, este será o Dividend Yield:

  • R$ 4 (dividendo anual por ação) / R$ 40 (valor atual da ação) = 0,1% x 100 = 10%

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.