Vale-gás: valor do benefício pode aumentar; saiba mais detalhes

Cerca de 5,5 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social recebem o vale-gás atualmente. O programa está em vigor desde dezembro de 2021, amparando gradativamente as famílias nele inseridas a cada dois meses.

Vale-gás: valor do benefício pode aumentar; saiba mais detalhes
Vale-gás: valor do benefício pode aumentar; saiba mais detalhes. (Imagem: FDR)

Diante do sucesso do programa associado à necessidade evidente dos receptores, o presidente da República, Jair Bolsonaro mencionou a intenção de elevar o valor do vale-gás. Segundo o chefe do Executivo Nacional, o Governo Federal já iniciou os trâmites de negociação em conjunto com a Petrobras.

Esta parceria tem o propósito de avaliar a capacidade orçamentária para efetivar uma atualização no valor do benefício. É importante evidenciar que a regra implementada no texto que dispõe sobre o vale-gás determina que o valor do benefício deve ser baseado na apuração mais recente da Agência Nacional de Petróleo e Biocombustíveis (ANP).

Lembrando que o valor do vale-gás equivale a 50% do preço de mercado do botijão de gás de 13 kg. Logo, a mesma premissa será utilizada caso a proposta de elevar a quantia concedida pela transferência de renda realmente se concretize.

O vale-gás foi criado com o propósito é amparar os cidadãos de baixa renda perante a capacidade de reduzir as despesas familiares em meio à constante alta de um produto essencial nas residências, o botijão de gás. O benefício é direcionado a famílias em situação de vulnerabilidade social.

Vale destacar que nem todos os cidadãos que estão inscritos no CadÚnico e precisam nitidamente do benefício foram contemplados até o presente momento. Isso porque, o Governo Federal possui alguns critérios específicos de seleção para o vale gás.

“O programa admitirá a entrada gradativa de mais famílias, de modo que, em setembro de 2023, todos os beneficiários do Programa Auxílio Brasil sejam atendidos“, informou o Ministério da Cidadania.

Com base nas regras originais, têm direito ao vale gás:

  • Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional (R$ 550);
  • Famílias que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o benefício de prestação continuada da assistência social, o BPC, que prevê um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem a família.
  • A lei estabelece que o auxílio será concedido “preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência”.

Neste momento, o Governo Federal contempla apenas uma parte das famílias beneficiárias do programa Auxílio Brasil. Do total de 18,5 milhões famílias inscritas na transferência de renda, apenas 5,47 milhões recebem o vale gás atualmente.

Os estados da região Nordeste, por exemplo, somam um total de 2,74 milhões de beneficiários. Em contrapartida, o menor número de cidadãos amparados pelo programa se encontra na região Centro-Oeste, com 167,65 pessoas elegíveis.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.