Banco Central aprova novo bureau de crédito do Cadastro Positivo no Brasil; conheça

Pontos-chave
  • Com o registro para atuar como Gestora de Banco de Dados, a companhia adiciona ofertas de soluções globais ao seu portfólio e expandirá sua atuação no mercado local

O Banco Central aprovou a TransUnion, companhia global de informações e insights de dados e prevenção à fraude, para atuar como gestora de banco de dados do Cadastro Positivo no Brasil.

A partir de agora, a empresa poderá ingressar também nesse mercado no país e se tornar catalisadora na construção de confiança e equidade entre corporações e consumidores, expandindo sua atuação local e trazendo a sua expertise de operação em mais de 30 países, incluindo bureaus de crédito nos Estados Unidos, Colômbia, Índia e Reino Unido, que já atuam com dados positivos e complementares.

“Nosso propósito é Ajudar a Melhorar a Qualidade de Vida das Pessoas, entregando inteligência da informação às empresas e empoderando consumidores. É assim que contribuímos para construir a confiança entre as partes a fim de impulsionar o poder de decisão de forma simétrica em nosso país e no mundo. Essa autorização é um grande passo que nos possibilita ampliar o acesso de consumidores brasileiros a bens e serviços até então, muitas vezes, negados a essas pessoas”, comemora Juarez Zortea, presidente da TransUnion Brasil.

Atualmente, a operação está em fase de implementação. Com a aprovação do Banco Central, a TransUnion está habilitada a receber os dados de consumidores conforme a legislação vigente. A previsão é que passem a oferecer, a partir do terceiro trimestre de 2022, novas soluções que tragam inovações ao mercado, incluindo uma análise de dados mais poderosa e avaliação de crédito mais justa.

Nesse novo cenário, a companhia expandirá expressivamente a sua operação, complementando a oferta já existente com soluções que estão estabelecidas e são bem-sucedidas em outros mercados.

“A partir desse registro e novo modelo de atuação, a TransUnion terá condições de ampliar localmente sua maneira inovadora de trabalhar informações e insights de dados. Nós acreditamos na inovação pela tecnologia, no poder dos dados como fonte de oportunidades para a transformação da informação em um mecanismo seguro, eficiente e acessível na sustentação de uma economia exponencial. Fazemos isso representando pessoas de forma justa e destravando um universo de possíveis consumidores para as organizações”, afirma Claudio Pasqualin, Diretor de Desenvolvimento de Negócios da TransUnion Brasil.

A TransUnion acaba de completar 10 anos de operação no Brasil. Desde que chegou ao país, em 2012, a TransUnion já atua junto aos seus clientes – instituições financeiras, empresas de seguros, varejo, telecom, FinTechs, e-commerce, indústrias e PMEs – com soluções que endereçam o propósito da companhia de viabilizar o acesso a bens e serviços adequados a cada pessoa, com agilidade e sem aumento de risco.

A possibilidade de somar o potencial inclusivo do Cadastro Positivo ao modelo de negócios da TransUnion Brasil abre um leque de oportunidades para o seu modelo de negócios, que impactará positivamente seus clientes e, consequentemente, os consumidores e a economia do país.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Victor Barboza
Editor-chefe do portal de notícias FDR. É responsável por toda a apuração e compartilhamento de informações, sempre presando pela qualidade e independências das notícias veiculadas. Especialista em finanças. Possui MBA em Gestão de Negócios pela USP e Graduação em Gestão Financeira pela Estácio. Possui especializações e trabalhos acadêmicos nas áreas de educação financeira, investimentos, fintechs, gestão empresarial e psicologia econômica. É fundador da GFCriativa e Co-Fundador da Fincatch. Trabalhou com gestão financeira nas startups Tendere e Strategy Manager.