Não recebeu o pagamento do Auxílio Brasil? Saiba como reativar seu cadastro

Pontos-chave
  • Auxílio Brasil tem pagamento de fevereiro iniciado;
  • Segurados com dados desatualizados ficam sem acesso aos depósitos;
  • Recadastramento deve ser feito através do CadÚnico.

Governo Federal passa um pente fino nos beneficiários do Auxílio Brasil. Nessa semana, o Ministério da Cidadania estará efetivando os pagamentos do projeto social. Para quem não for contemplado com o depósito, é preciso revisar os dados do Cadastro Único e se assegurar se não teve o abono cancelado. Saiba mais, abaixo.

Não recebeu o pagamento do Auxílio Brasil? Saiba como reativar seu cadastro (Imagem: FDR)
Não recebeu o pagamento do Auxílio Brasil? Saiba como reativar seu cadastro (Imagem: FDR)

Ao longo dos próximos dias, o governo federal estará deliberando os pagamentos do Auxílio Brasil. Muitos brasileiros correm o risco de não ser contemplados, devido a falta de atualização dos dados do CadÚnico. É válido ressaltar que somente com a plataforma é que o abono pode ser repassado.

Como fazer a atualização do Cadastro Único?

Para corrigir os dados do CadÚnico, é preciso ir presencialmente a unidade de atendimento social do seu município, o CRAS. Leve todos os documentos de identificação exigidos pelo poder público.

O processo de correção e revisão dura cerca de 45 dias, até que os servidores legitimem todos os dados e regularizem o cadastro. O acompanhamento da análise, por sua vez, pode ser feito pelo telefone 0800 707 2003.

Documentos exigidos

  • CPF do responsável pela família (esse deve ter mais de 16 anos e é recomendado que seja do sexo feminino);
  • Título de Eleitor do responsável pela família;
  • Para os demais membros da família é necessário apresentar: Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, CPF, RG, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor e Comprovante de residência (conta de energia ou de água dos últimos 3 meses).

Regras para vinculação no Cadastro Único

  • Possuir uma renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Possuir uma renda mensal familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Famílias que recebem acima destes valores, mas que sejam público alvo de programas, benefícios e serviços específicos;
  • Pessoas que moram sozinhas;
  • Pessoas que vivem em situação de rua.

Resolvi minha situação no CadÚnico, como entrar no Auxílio Brasil?

Com os dados renovados, é preciso aguardar a nova triagem do governo federal. No atual modelo do projeto, não há como solicitar a inserção. O procedimento é de responsabilidade do Ministério da Cidadania, mediante o cumprimento das regras de inscrição.

Quem são as pessoas beneficiadas pelo Auxílio Brasil?

  • Pessoas em situação de extrema pobreza, que possuem renda familiar mensal per capta de até R$ 105
  • Pessoas em situação de pobreza, que possuem renda familiar mensal per capta entre R$ 105 e R$ 210
  • Regra de emancipação: famílias que tiveram melhora na renda familiar, mas que a mesma não ultrapasse R$ 525. Neste caso, o benefício seguirá ativo por até 24 meses. Para isso acontecer, é necessário que haja na composição familiar crianças, jovens de até 21 anos ou gestantes.
Não recebeu o pagamento do Auxílio Brasil? Saiba como reativar seu cadastro (Imagem: FDR)
Não recebeu o pagamento do Auxílio Brasil? Saiba como reativar seu cadastro (Imagem: FDR)

Regras do Auxílio Brasil

  • Ter renda familiar per capita de até R$ 89; ou
  • Ter renda familiar per capita de até R$ 178 (no caso de famílias que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e/ou adolescentes até 17 anos);
  • Estar inscrito no CadÚnico;
  • Estar com dados atualizados no CadÚnico há, pelo menos, dois anos.
  • Crianças e adolescentes com idade escolar (entre 6 e 15 anos) devem ter, no mínimo, 85% de presença nas aulas;
  • Os jovens entre 16 e 17 anos, a frequência mínima exigida é de 75%;
  • Crianças menores de 7 anos precisam estar com as vacinas em dia e devem comparecer ao posto de saúde para realizar o monitoramento e o acompanhamento do crescimento;
  • Gestantes devem comparecer às consultas de pré-natal e participar de atividades educativas ofertadas pelo Ministério da Saúde sobre aleitamento materno e alimentação saudável;
  • Acompanhamento de saúde das mulheres que possuem 14 a 44 anos de idade.

Calendário Auxílio Brasil

  • NIS final – 1: 14 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 2: 15 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 3: 16 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 4: 17 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 5: 18 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 6: 21 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 7: 22 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 8: 23 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 9: 24 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 0: 25 de fevereiro de 2022.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.