Aplicativo oferece 70% de desconto em alimentos e ainda evita o desperdício; conheça

Pontos-chave
  • Com a pandemia o uso de aplicativos de comida aumentou, pensando nisso, surgiu um aplicativo que oferece 70%;
  • O aplicativo Refood, quer diminuir o desperdício de alimentos;
  • O aplicativo começou a operar no final de agosto de 2021 na cidade de São Paulo.

Com a pandemia o uso de aplicativos de comida aumentou, pensando nisso, surgiu um aplicativo que oferece 70% de desconto nos alimentos e ainda evita o desperdício de comida. Já imaginou poder comer naquele restaurante caro por um preço mais em conta. Saiba mais sobre o aplicativo aqui.

Segundo as previsões, em 2050 o mundo terá de conseguir disponibilizar alimentação a 9 ou 10 mil milhões de pessoas, mais de 2 mil milhões de seres humanos face aos existentes atualmente. 

A tendência de descida que se fazia sentir foi invertida e, em 2020, registaram-se mais 118 milhões de pessoas em situação de subnutrição face ao estimado em 2019. “Se o mundo continuar no caminho atual, o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de acabar com a fome até 2030 será perdido por uma margem de quase 660 milhões de pessoas”, pode ler-se neste relatório da Organização das Nações Unidas.

O aplicativo Refood, quer diminuir o desperdício de alimentos ao levar os seus clientes a consumirem produtos de estabelecimentos com sobra de comida. O desconto é de, no mínimo, cerca de 70%. 

O aplicativo começou a operar no final de agosto de 2021 na cidade de São Paulo, mas agora vem ganhando conhecimento entre consumidores e marcas.

O aplicativo foi Inspirado em um modelo contra desperdício consolidado na Europa, a startup foi criada pelos empreendedores Marcos Nofuentes, André Paraense, Luciano Touguinha e Pietro Lancieri.

Como funciona?

Os clientes podem comprar alimentos próximos do prazo de validade em restaurantes, padarias e supermercados. Neste mês, está prevista a estreia de um projeto-piloto no hotel Ibis Styles Faria Lima, da rede Accor Hotels, com a oferta de excedentes de café da manhã. 

Outras duas marcas podem entrar no portfólio da startup neste mês: a rede de supermercados Dia e o supermercado Quitanda, em Pinheiros.

Não é possível escolher a comida

Marcos Nofuentes,o espanhol, que cuida do marketing e conteúdo, explicou que os estabelecimentos devem seguir apenas duas regras: fornecer opções de qualidade e com preço justo. 

O aplicativo fica com uma taxa fixa de R$ 5 por venda feita na plataforma. 

O cliente compra uma caixa surpresa, ou seja, não pode escolher os itens que serão colocados nela. A retirada é feita no próprio estabelecimento, sem a opção de entrega. 

A devolução do dinheiro ocorre apenas se algum produto estiver impróprio para consumo.

Mesmo não revelando os números, o empreendedor afirma que o mês de janeiro superou dezembro em vendas. Ele acredita que a inflação tem feito os brasileiros repensarem o consumo.

Quais os participantes?

Estão cadastrados no aplicativo restaurantes com buffet como Elvira e Bacuri, a Padaria da Esquina, o hortifrúti Hortisabor e a loja de rosquinhas The Good Cup Donut, além dos já citados St. Marche e Let’s Poke.

Clicando na opção que deseja, o cliente verá na tela a relação de preço com desconto e o original. 

Além disso, a  plataforma indica se os pratos são feitos para carnívoros e vegetarianos, embora não revele os ingredientes utilizados. 

Um dos problemas é que pessoas com restrições alimentares só vão saber se a refeição tem algum item que cause alergia no momento da retirada. 

Já os kits de supermercado podem conter frutas, legumes, bolachas e cereais. Os clientes que  compram na padaria tem a chance de receber pães de queijo, croissants e pastéis de belém. As caixas de comida japonesa acompanham sushi, niguiri e uramaki.

Por hora o serviço funciona apenas em quatro bairros de São Paulo: Itaim Bibi, Vila Olímpia, Pinheiros e Vila Madalena, todos de classe média alta. 

A startup tem como meta estar em toda a capital paulista até o final de 2022 e chegar no Rio de Janeiro, Porto Alegre e Fortaleza no ano seguinte.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.