BTG rebaixa recomendações da Nubank (NUBR33); é hora de vender as ações?

2022 começou com o Itaú BBA dando início a sua cobertura de ações do Nubank com uma recomendação de venda. Após alguns dias, a Empiricus, recomendou um short nos BDRs da fintech. Agora, neste mês, o BTG Pactual se juntou as instituições financeiras que enxergam os papéis do Nubank como sobrevalorizados.

Qual foi a recomendação do BTG?

O BTG, através de seu relatório a respeito do Nubank, cortou a recomendação de compra para venda. O banco reduziu ainda o preço-alvo para ações do Nubank de US$ 10 para US$ 8,50 negociadas em Nova York no decorrer dos próximos 12 meses. Esta redução é um desconto de 17% em comparação com valor de fechamento da última quinta, 9.

Na visão dos analistas do BTG, os agentes do mercado financeiro vem se revelando mais aflitos com a deteriorização do ciclo de crédito, mesmo com a performance satisfatória das ações de bancos no geral.

Este pensamento é decorrente de fatores como:

  • inflação em alta
  • projeção de crescimento da taxa Selic
  • fim do impacto dos programas de auxílio decorrentes da pandemia
  • endividamento das famílias em nível recorde

Estes fatores tem feito com que os bancos fiquem mais cuidadosos na liberação de créditos aos consumidores. 

Em meio a toda este cuidado observado no mundo financeiro, o BTG Pactual classificou como “contraintuitiva” a recuperação recente no preço das ações do Nubank.

Na visão do banco, a questão é que o Nubank está mais exposto à concessão de empréstimos de risco do que seus concorrentes. Isto pois todo o crédito concedido pela fintech é composto por clientes de cartão de crédito ou empréstimo pessoal.

Além do mais, a base de clientes do Nubank é mais jovem e com renda inferior ao de seus rivais “Por isso parece muito improvável que ele não seja impactado” pela deterioração do cenário de crédito, avaliaram os analistas do BTG Pactual.

Desempenho 

Se algo é verdade, é que as ações do Nubank tem passado por uma grande volatilidade desde seu lançamento, no fim do ano passado. O valor de mercado do Nubank chegou,  em alguns momentos, a superar os do Itaú e Bradesco. Mas atualmente, as ações da fintech já operavam em forte queda mais uma vez.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.