Investimentos de renda fixa voltam a vencer a inflação; descubra o que está valendo à pena

Pontos-chave
  • Renda Fixa pode voltar a obter rentabilidade real positiva
  • Todos os investimentos da modalidade devem superar a inflação.
  • Última atualização da Selic é a responsável

Na última semana, a Taxa básica de juros, Selic, subiu para 10,75%. Isto fez com que a rentabilidade dos investimentos em renda fixa chamassem mais a atenção e finalmente com a rentabilidade real podendo ficar no campo positivo. Isto foi sinalizado por um levantamento do buscador de investimentos Yubbi, que fez a simulação da rentabilidade dos principais investimentos em renda fixa considerando o novo patamar da Selic.

O levantamento mediu o desempenho dos investimentos em renda fixa como a nova e antiga poupança, Tesouro Selic, CDBs de bancos grandes e médios, LCI (letra de crédito imobiliário), LCA (letra de crédito do agronegócio), LC (letra de câmbio) e debêntures incentivadas.

Ao contrário do último levantamento, em que somente o investimento em letra de câmbio e debêntures incentivadas teve a força de superar a inflação e obter ganho real, a partir da nova Selic e da estimativa de uma menor inflação, todos os investimentos da modalidade devem superar a inflação.

Também foi considerado pelo levantamento o rendimento liquido das aplicações, após o desconto dos impostos. O levantamento considerou o prazo de um ano, alíquota de IR de 20% e projeção da inflação medida pelo IPCA de 5,38% ao ano, segundo o relatório Focus do último dia 31.

Arte: R7
  • Debêntures incentivadas

As Debêntures são títulos de dívida emitidos por empresas que ofertam direito de crédito ao investidor. Elas operam como um empréstimo para que as companhias possam concretizar seus objetivos. 

As debêntures incentivadas são papéis que possuem isenção fiscal, isto é, que o investidor não precisa pagar Imposto de Renda sobre a rentabilidade. Elas possuem esse incentivo poios buscam financiar projetos de infraestrutura.

  • Poupança

A poupança se trata de uma aplicação de renda fixa simples e acessível para todos. Menores de idade também podem possuir uma conta em seu nome, com a condição de  que sejam representados ou assistidos pelo pai, mãe ou responsável legal.

A modalidade é isenta de custos e não existe incidência de tributos. Os rendimentos da poupança não pagam Imposto de Renda.

  • Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um título emitido pelo governo federal e é considerado um dos investimentos mais seguros do mercado. Ele possui liquidez diária e os papeis podem ser negociados diretamente.

O Tesouro Direto conta com títulos atrelados à inflação e à taxa básica de juros, a Taxa Selic, além de opções com rendimento prefixado, definido por um indicador acordado em contrato.

Produtos mais escolhidos

Dentro do universo da renda fixa, a poupança segue como o produto preferido dos brasileiros. Na sequência aparecem o CDB e os fundos de renda fixa. O CDB foi o que mais cresceu em volume financeiro.

Já no universo da renda variável, o destaque ficou para os fundos multimercados e as ações. O COE, foi o produto que registrou a maior alta percentual em 2021, crescendo 69%.

Fechamento de contas

De acordo com a Anbima, no ano passado, 5,189 milhões de contas foram fechadas. Isto se deu pois em 2020, foram abertas poupanças para o pagamento do auxílio emergencial. So é considerada pela Anbima as contas com mais de R$ 100 em seus levantamentos.

“No varejo tradicional, incluem as contas de poupança. Se voltarmos para 2020, que foi o ano de início da pandemia e do pagamento do auxílio emergencial, vimos um movimento de abertura de milhões de contas. Em 2021, essas contas tiveram os recursos drenados, com o aquecimento da economia e por isso o número grande de fechamentos de contas”, explicou José Ramos Rocha Neto, presidente do Fórum de Distribuição da Anbima ao 6 Minutos.

Na visão de José, 2022 será um ano desafiador, porém que deve ser bom para a indústria de investimentos.

“É um ano que ainda veremos um aumento de taxas de juros, de inflação e teremos uma eleição, mas acredito que os saldos das carteiras investidas devem continuar avançando. A renda fixa deve predominar, assim como os papéis atrelados a inflação. Do lado da renda variável, deve ser um ano de inconstâncias”, finalizou Rocha.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.