Conheça mais sobre o fundo imobiliário que comprou a sede da Rede Globo

Em dezembro do ano passado, o fundo imobiliário Vinci Offices (VINO11) realizou a compra de 100% da sede da Globo de São Paulo. Essa foi uma das principais transações do setor, o que chamou a atenção de muitos investidores. Conheça mais sobre esse fundo imobiliário que comprou a sede da Rede Globo.

Conheça mais sobre o fundo imobiliário que comprou a sede da Rede Globo
Conheça mais sobre o fundo imobiliário que comprou a sede da Rede Globo (Imagem: Montagem/FDR)

A compra da sede da Rede Globo de São Paulo aconteceu via transação de sale & leaseback. Ou seja, o proprietário do imóvel vende (sale) e, em seguida, aluga de volta (leaseback) o respectivo imóvel. O valor da operação foi de R$ 522 milhões — equivalente a R$ 13.369 por metro quadrado.

De acordo com a gestora, a locação do imóvel foi pelo prazo de 15 anos. Isso aconteceu por meio de um contrato atípico, com prazos maiores do que o típico e sem revisionais até o prazo final.

O preço de locação inicial é de R$ 84,67/m². ainda há uma correção anual pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Conheça mais sobre o fundo imobiliário que comprou a sede da Rede Globo

O Vinci Offices, fundo de investimento imobiliário, é gerido pela Vinci Real Estate Gestora de Recursos Ltda. Este é um FII Renda Gestão Ativa, atuante no segmento de Lajes Corporativas.

Preferencialmente, este fundo investirá em participações de controle em edifícios corporativos majoritariamente locados. Estes apresentam, ao menos um de seis pilares. Na perspectiva do Gestor, estes são vertentes de geração de valor para os imóveis e orientam a alocação do capital.

Os imóveis que vão compor a carteira do fundo, preferencialmente, precisarão se enquadrar em, pelo menos, um destes pilares:

  • Localização em grandes centros
  • Novas tendências (co-working, space as a service)
  • Participações de Controle
  • Foco em renda com potencial de apreciação de preço
  • Locatários de primeira linha
  • Projetos diferenciados e de porte médio “Boutique Office”

Os fundos de investimento não possuem garantia da Vinci, de qualquer de suas filiadas, do administrador, de qualquer mecanismo de seguro, ou do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Em novembro do ano passado, o Vinci Offices teve rentabilidade bruta de 4,9%. No mesmo período, o IFIX, principal índice de FIIs da Bolsa brasileira, registrou -10,6%. De qualquer modo, vale destacar que a rentabilidade obtida no passado não indica garantia de rentabilidade futura.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.