Magalu x Via, das Casas Bahia: Entenda briga das empresas no Google

Uma briga na justiça envolvendo o Magazine Luiza e a Via, empresa dona das Casas Bahia e do Ponto, está acontecendo no momento. O motivo são alegações de concorrência desleal de ambas as empresas e cada uma delas afirma que a outra utilizou o sistema de anúncios do Google, o Google Ads, para alterar os resultados de busca das palavras-chave “Magazine Luiza”, “Magalu”, “Casas Bahia” e “Ponto Frio” em favor próprio.

As ações movidas por ambas as empresas estão tramitando no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), na 1ª e na 2ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem, respectivamente.

A Magazine Luiza foi a primeira a entrar na Justiça, em 25 de novembro, um dia antes da Black Friday. A Magalu alega que a Via contratou os serviços do Google Ads para que os sites de suas marcas aparecessem primeiro quando o internauta buscasse por “Magalu” ou “Magazine Luiza no Google.

Como a Via não solicitou permissão para utilizar o nome do Magalu em anúncios do Google, o juiz de Direito, Eduardo Palma Pelegrinelli, considerou este um fato suficiente para conceder a tutela de urgência à varejista de propriedade da família Trajano para que a concorrente parasse de utilizar os termos da marca em links de publicidade.

“No mais, a utilização da marca da autora nos anúncios patrocinados pode causar confusão nos consumidores, o que pode gerar danos que extrapolam o aspecto pecuniário, especialmente durante o período denominado pelo comércio de ‘Black Friday’, caracterizado pelo anúncio da concessão de grandes descontos pelo varejo e que atrai grande número de consumidores, o que caracteriza o perigo de dano”, complementou o juiz do TJ-SP em sua decisão.

No outro lado da ponta, a Via, apenas quatro dias depois, acusou o Magalu pelo mesmo motivo. A Via alegou que a concorrente estava usando links publicitários do Google com as palavras “Casas Bahia” e “Ponto Frio” para se tornar o primeiro resultado de busca para clientes.

O juiz Luis Felipe Ferrari Benendi concedeu a empresa uma tutela de urgência para que o Magalu não pudesse usasse mais suas marcas como palavras-chave do Google Ads. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.