Consumidor tem maior busca por crédito desde 2008; quais as melhores opções?

No último ano, de acordo com o “Indicador de Demanda do Consumidor por Crédito”, da Serasa Experian, a busca por crédito pelos consumidores teve uma alta recorde de 19,4% no consolidado de 2021 em comparação com 2020. Este foi o maior aumento desde 2008, quando se iniciou a série histórica do índice.

O levantamento revelou que os consumidores com renda de até R$500 por mês impulsionaram este crescimento pela busca de crédito no último ano, quando responderam por 26,9% da demanda. Logo após esta faixa de renda, os consumidores que contam com uma renda mensal entre R$ 500 e R$ 1.000 responderam por 20% da procura no mesmo período.

De acordo com a análise por região, no acumulado de 2021, o Nordeste obteve a maior demanda, com uma alta de 28,7%. Já o Norte, respondeu por 28,4% e o Centro-Oeste, 21,4%. Por fim, as regiões Sudeste e Sul, apareceram na pesquisa respectivamente com 17,1% e 12%.

Conheça algumas opções de crédito mais barato que você pode escolher no momento do aperto:

  • Empréstimo Consignado

Conhecido também como crédito consignado, essa modalidade chama a atenção pela praticidade de solicitação. No consignado, as parcelas do empréstimo são descontadas  diretamente da folha de pagamento ou da aposentadoria de quem o solicitou.

Justamente por conta dessa segurança, uma vez que  o valor da parcela será descontado diretamente da folha salarial ou do INSS, o empréstimo costuma ser liberado com mais facilidade e oferece juros menores.

  • Empréstimo com garantia

Como o próprio nome diz, esta modalidade utiliza algo de propriedade do tomador como garantia de pagamento do montante emprestado. Normalmente, é comum que sejam usados um imóvel ou automóvel como garantia, porém, atualmente, existe até mesmo empréstimo que utiliza o celular como garantia. Este é um dos tipos de empréstimos mais baratos do mercado.

O que evitar ?

Evite alternativas de crédito que possam taxas de juros elevadas, como rotativo do cartão de crédito, cheque especial, parcelamento de fatura entre outros.

Tente controlar seus gastos para que eles não ultrapassem o que você pode pagar. Caso se enrole com as contas de seu cartão, entre em contato com a administradora e tente um acordo. Esta saída geralmente garante melhores condições de pagamento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.