Empréstimo para negativados: confira 3 opções para quem está com o nome sujo

Um empréstimo pode ser um alívio em um momento de aperto financeiro para muitas pessoas. Porém, pode ser que esta pessoa esteja negativada, um ponto que pode complicar a solicitação do dinheiro emprestado. Se esta é sua situação, saiba que existem financeiras que emprestam dinheiro para negativados.

O público de consumidores inadimplentes está aumentando nos últimos anos. Por conta disso, estão surgindo algumas opções de empréstimos direcionadas para atender este tipo de público, são eles: consignado e autônomo e refinanciamento. Conheça algumas financeiras que emprestam dinheiro para negativados:

Simplic

A Simplic é uma financeira reconhecida pela sua tecnologia, inovação e segurança. Porém, essas características são apenas alguns exemplos do que é oferecido pela  empresa, que possui mais de 4 milhões de clientes pelo mundo.

A empresa chegou ao Brasil em 2014, com a finalidade de tornar mais simples o acesso aos empréstimos. A taxa de juros é variável de 15.8% a 17.9% a.m, com valores entre R$500 a R$3.500.

BMG

Uma outra opção é o empréstimo oferecido pelo Banco BMG. Os interessados fazem todo o pedido pela internet de forma prática e fácil e com burocracia reduzida. 

O BMG não faz consultas aos serviços de proteção ao crédito como o SPC ou Serasa. Porém, o banco é focado em atender um público um pouco mais restrito: aposentados, pensionistas do INSS, investidores e servidores públicos.

A taxa de juros cobrada é de 3,63% a.m. A própria instituição credora realiza uma análise que considera o perfil e as necessidades dos solicitantes para determinar a quantia que pode ser liberada.

Crefisa 

A Crefisa também segue a linha do BMG e também tem foco em aposentados, pensionistas do INSS, funcionários de redes privadas e servidores públicos. Uma característica que a empresa destaca é seu atendimento humanizado.

Com mais de 50 anos no mercado, o objetivo da financeira é o de atender as vontades dos consumidores de maneira segura e rápida. A empresa também oferece alternativas de empréstimo.

A taxa de juros cobrada é determinada pela própria Crefisa. O valor que será liberado também depende da análise do perfil do consumidor e da documentação apresentada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.