Conheça a importância dos relatórios do Registrato do Banco Central

Apesar de muita gente ainda não conhecer, o Registrato (Extrato do Registro de Informações do Banco Central) foi criado em 2014 e trata-se de um sistema que possibilita a cidadãos e empresas a consultarem de forma rápida, segura e online, diversos relatórios de seus relacionamentos com bancos e instituições financeiras.

Nesta plataforma o cidadão pode consultar, gratuitamente e a qualquer momento, os dados sobre linhas de crédito, cheques sem fundo, chaves do Pix e informações sobre venda ou compra de moeda estrangeira feita pelo usuário. 

Importância para quem tem dívidas bancárias

Para quem tem dívidas bancárias, o acompanhamento dos relatórios do Sistema de Informações de Crédito é de extrema importância. Esses relatórios são atualizados mensalmente, mas com defasagem de 60 dias na atualização dos dados financeiros. 

É através desses relatórios que os bancos e instituições financeiras conseguem ter acesso aos empréstimos e financiamentos contratados pelos seus clientes e calcular o risco da concessão de novos créditos. 

O cidadão pode se beneficiar do SCR para saber quais são os seus contratos de empréstimos e financiamentos ativos junto aos bancos e isso ajuda a ter maior controle sobre a sua vida financeira.

São registrados no SCR:

  • empréstimos e financiamentos;
  • adiantamentos;
  • operações de arrendamento mercantil;
  • coobrigações e garantias prestadas;
  • compromissos de crédito não canceláveis;
  • operações baixadas como prejuízo e créditos contratados com recursos a liberar;
  • demais operações que impliquem risco de crédito;
  • operações de crédito que tenham sido objeto de negociação com retenção substancial de riscos e de benefícios ou de controle;
  • operações com instrumentos de pagamento pós-pagos; e
  • ​outras operações ou contratos com características de crédito reconhecidas pelo BC.

Outros relatórios

Além do SCR, existem outros relatórios disponíveis na plataforma do Registrato, são eles:

  • Chaves do Pix;
  • Transferências internacionais;
  • Contas em agências bancárias através dos relatórios do Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro – CCS

O Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (CCS) é um sistema que registra a relação de instituições financeiras e demais entidades autorizadas pelo Banco Central com as quais o cliente possui algum relacionamento (como conta corrente, poupança e investimentos).

Note que, para evitar problemas cadastrais ou até mesmo prejuízos financeiros com cobranças desnecessárias, é importante sempre encerrar contas correntes que você porventura deixe de usar. Por isso, consulte o seu CCS e verifique se você tem contas abertas que não usa mais e peça o encerramento. 

Importante! O CCS informa a data do início e, se for o caso, a data do fim do relacionamento com a instituição, mas não contém dados de valor, de movimentação financeira ou de saldos de contas e aplicações.

Como acessar o Registrato

O endereço eletrônico do Registrato é https://www.bcb.gov.br/cidadaniafinanceira/registrato

Para quem ainda não tem cadastro, será preciso apresentar o CPF ou CNPJ para dar continuidade à criação de uma nova conta no sistema e seguir o passo a passo indicado no portal.

Quem pode acessar as informações do Registro Bacen?

Qualquer pessoa que possui uma conta bancária dentro das instituições financeiras do Brasil. Nesse caso, portanto, somente os titulares podem acessar suas informações dentro desse sistema.

Para verificar os registros contidos na plataforma, basta, então, acessar o portal oficial e entrar na conta.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Karem Ochsendorf
Formada em Engenharia Elétrica com ênfase em Telecomunicações, e graduanda em Filosofia. Atualmente, pesquisa e trabalha como Educadora Financeira com mais de 10 anos de experiência no mercado. No FDR, possui sua própria coluna com dicas e orientações sobre como lidar com as finanças de maneira positiva.