Com inclusão da Coronavac, SP divulga calendário para vacinação infantil; confira

A vacinação infantil no estado de São Paulo deve acelerar nos próximos dias, depois da aprovação da Coronavac para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos. Esse imunizante é produzido pelo Instituto Butantan e tem maior disponibilidade que as vacinas da Pfizer, aprovadas para crianças entre 5 e 11 anos em dezembro.

O governador João Dória anunciou as novidades da campanha de vacinação em uma coletiva realizada ontem (20) na Escola Estadual Brigadeiro Faria Lima, que fica na Zona Oeste da capital paulista.

Poucos antes, no mesmo local, foi realizada a primeira vacinação com Coronavac, no garoto Caetano de Jesus Moreira Graça, de 9 anos. Outras 99 crianças também foram imunizadas ontem nessa escola.

São Paulo já havia realizado a primeira vacinação infantil do país, com o imunizante da Pfizer/BionTech, na sexta-feira passada. Naquela ocasião, o contemplado foi o pequeno indígena Davi, que tem 8 anos e é da etnia Xavante.

Até ontem, apenas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, indígenas e quilombolas estavam sendo vacinadas no estado. Esse público continua a ser atendido até 10 de fevereiro. Veja como ficou o calendário da vacinação infantil em São Paulo:

  • De 20/01 a 30/01: Crianças de 9 a 11 anos sem comorbidades
  • De 31/01 a 10/02: Crianças de 5 a 8 anos sem comorbidades
  • Desde 14/01 até 10/02: Crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, indígenas e quilombolas

Coronavac impulsiona vacinação

A Coronavac foi aprovada para uso em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos ontem (20), após reunião extraordinária da Anvisa. O imunizante é produzido no Brasil pelo Instituto Butantan, em São Paulo, em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Espera-se que a medida impulsione fortemente a vacinação de crianças em todo o país, uma vez que há 15 milhões de doses da Coronavac já disponíveis para uso. O governador João Dória, inclusive, garantiu que a primeira dose será aplicada em todas as crianças elegíveis do estado em até três semanas.

Considerando-se que uma parcela do montante atualmente disponível ficará reservada para vacinação infantil em São Paulo, ao menos 7 milhões de doses poderiam ser repassadas para outros estados. O Ministério da Saúde, no entanto, ainda não fez solicitações da vacina do Instituto Butantan.

E apesar do que foi anunciado pelo governo estadual, na capital paulista a vacinação de crianças com a Coronavac começará apenas amanhã (22). Nos demais municípios, a vacinação com o novo imunizante também deve começar a partir de sábado.

A Coronavac deve ser aplicada em um intervalo de 28 dias entre primeira e segunda doses, o mesmo intervalo usado para adultos. Crianças imunossupressoras não foram liberadas pela Anvisa para tomar esse imunizante.

As crianças de 5 anos só poderão tomar a vacina da Pfizer/BionTech, a única até agora liberada para essa faixa etária. O intervalo dela é de 8 semanas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.