CadÚnico 2022: confira como estão as novas regras para inclusão e exclusão

O Cadastro Único, também conhecido como CadÚnico, é um sistema de dados usado pelo governo federal para fazer a inclusão ou exclusão de pessoas em programas de auxílio financeiro, como o Auxílio Brasil. Para aderir a esse benefício, inclusive, um dos principais requisitos é estar devidamente cadastrado no CadÚnico.

É importante, portanto, que as famílias beneficiadas estejam atentas à situação do seu cadastro, que deve ser atualizado a cada dois anos ou sempre que houver alterações na renda e composição familiar, por exemplo.

Este ano, a principal mudança no CadÚnico é com relação aos critérios de renda para entrar ou sair do cadastro. Os dois principais critérios são:

  • Ter renda per capita familiar de até meio salário mínimo: em 2022, esse valor passa a ser de R$ 606.
  • Ter renda familiar total de até três salários mínimos: em 2022, o valor passa a ser de R$ 3.636.

Famílias que atendam a esses critérios podem pedir a inclusão no CadÚnico e serão mantidas nele, para recebimento de benefícios do governo. Mas pessoas em outras situações também podem entrar no CadÚnico. Confira:

  • Pessoas em situação de rua (seja sozinha ou em família)
  • Pessoas que não atendam aos critérios de renda, nem estejam em situação de rua, mas que necessitam de cadastramento para recebimento de auxílios específicos

CadÚnico e Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil, principal programa social do governo, que substituiu o Bolsa Família, usa a base de dados do CadÚnico para escolher as famílias beneficiadas. Mas além de estar nessa base de dados, é necessário também atender aos critérios:

  • Ter renda per capita familiar de até R$ 200
  • Em caso de renda per capita familiar entre R$ 101 e R$ 200, ter pelo menos uma gestante ou menor de idade na família
  • Critérios específicos dos benefícios que compõem o Auxílio Brasil, como ter filho com desempenho excelente em competições esportivas escolares, no caso do Auxílio Esporte Escolar

Como se inscrever no CadÚnico

A inscrição no CadÚnico é feita presencialmente, normalmente pelo CRAS (Centro de Referência da Assistência Social). Mas, dependendo do município, a inscrição pode ser feita em outros lugares. O recomendado é consultar a prefeitura do seu município.

Apenas o responsável pela família precisa comparecer ao local. Deve levar os seguintes documentos:

  • CPF, Título de Eleitor e documento de identidade do responsável e dos outros membros da família
  • Caso seja família indígena, responsável também deve apresentar o seu Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI)

Outros documentos podem ajudar no processo ou podem ser requisitados na ocasião, como comprovante de endereço e matrícula escolar.

Quando e como atualizar o cadastro no CadÚnico

O cadastro no CadÚnico deve ser atualizado a cada dois anos, ou nas seguintes situações:

  • Membro da família morreu, se mudou, se casou ou teve filhos
  • Houve alteração na renda familiar
  • Mudança de escola ou membro matriculado pela primeira vez
  • Mudança de endereço da família

A atualização também deve ser feita presencialmente e os documentos citados acima também serão necessários.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.