Auxílio Brasil: ministro afirma que valor médio do benefício será maior do que R$ 400

O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), foi o primeiro entrevistado do ano no programa Sem Censura, da TV Brasil. Na entrevista, que foi ao ar ontem (17) à noite, o Auxílio Brasil foi um dos principais temas. O ministro disse que o valor médio dos próximos pagamentos será superior a R$ 400:

“Já no seu início, [o auxílio] teve um reajuste de 17%, portanto, maior do que esse avanço inflacionário. E com o benefício compensatório ele vai a R$ 400 no mínimo. Significa que o ticket médio passa a ser até maior”

Segundo dados do Ministério, em dezembro o Auxílio Brasil foi pago para 14,5 milhões de famílias, que receberam um valor médio de R$ 408,84. No início daquele mês, o Presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), assinou medida provisória criando um Benefício Extraordinário de R$ 400.

Já em 30 de dezembro, Bolsonaro assinou decreto estendendo o Benefício Extraordinário para 2022, garantindo até o fim deste ano um valor mínimo de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

João Roma comentou ainda que, a partir desta terça (18), com o início dos pagamentos de 2022, o programa passaria a atender 17,5 milhões de famílias, conseguindo, assim, zerar a lista de espera.

Perguntado sobre o impacto do fim do auxílio emergencial, que deixou milhões de brasileiros sem assistência financeira, o ministro disse que uma das respostas do governo foi justamente o reforço do Auxílio Brasil, com ampliação do valor e da base de beneficiados. E complementou:

“Aquelas pessoas que, inclusive, chegaram, infelizmente, numa situação econômica e social hoje que se enquadra nas condicionantes para o programa permanente de transferência de renda devem buscar o cadastro e se integrar ao Auxílio Brasil.”

Atuação do Ministério nas enchentes

João Roma comentou também sobre a atuação da sua pasta no socorro às famílias afetadas pelas recentes chuvas no país, principalmente na Bahia e em Minas Gerais. Além de coordenar ações de resgate e entrega de mantimentos, o Ministério da Cidadania vem direcionando recursos:

“No final de dezembro, mais de R$ 47 milhões já foram destinados diretamente para os municípios. São os recursos de pronta resposta, que servem  para adquirir colchão, kit higiente, alimentação, […] assuntos cruciais no meio de uma situação como essa, de calamidade.”

Ministro vem se destacando

João Roma assumiu o Ministério da Cidadania em fevereiro do ano passado, substituindo Ônix Lorenzoni (DEM). A nomeação gerou indisposição com seu principal aliado político, ACM Neto, presidente do Democratas.

Desde então, Roma vem ganhando destaque, tanto por gerir os programas sociais do governo, estratégicos para as próximas eleições, como por sua atuação nos desastres naturais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.