CEO de grande empresa ganhou mais de 1.400 vezes do que a média salarial em 2021; confira quem é

O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, recebeu no ano de 2021 um salário 1.447 vezes maior do que um funcionário médio da empresa, ou seja, quase 100 milhões de dólares.

publicidade

No ano passado, o salário médio anual pago era de cerca de 68,2 mil dólares, de acordo com a Apple. O salário do ano de 2020 era em média de 57,7 mil dólares e a proporção de pagamentos era cerca de 256 vezes o salário de Cook.

A fabricante dos queridinhos iphones se beneficiou de uma forte demanda por seus produtos e serviços nos últimos dois anos, à medida que as pessoas que trabalham em casa acabam gastando muito com atualizações. Assim, a receita da Apple cresceu em mais de 30%, a 365,8 bilhões de dólares no ano fiscal 2021, impulsionando as ações e superando brevemente 3 trilhões de dólares em valor de mercado este ano.

O salário do presidente-executivo seguiu em 3 milhões de dólares, recebeu 82,3 milhões de dólares em prêmios de ações, 12 milhões de dólares por atingir as metas e 1,4 milhão de dólares por viagens aéreas, planos de aposentarias, prêmios de seguro e outros.

publicidade

Ao todo, ele recebeu 98,7 milhões de dólares, em comparação com 14,8 milhões de dólares em 2020.

Cook assumiu este cargo em agosto de 2011, depois do fundador da empresa, Steve Jobs, deixar o cargo alguns meses antes de morrer. As ações da Apple subiram mais de 1.000% desde então.

No mês de setembro, ele recebeu 333.987 ações restritas, em sua primeira concessão de ações desde 2011 como parte de um novo plano de ações de longo prazo. Ele será elegível para receber unidades adicionais com base no desempenho em 2023.

Nos Estados Unidos os CEOs recebiam 351 vezes mais do que um trabalhador normal em 2020, mostrou um relatório do Instituto de Política Econômica.

Apple

A Apple é uma das maiores empresas de equipamentos eletrônicos e softwares do mundo, foi fundada em 1976, tendo como seus fundadores os estudantes Steve Jobs e Steve Wozniak. 

O início foi com o Apple I, criado por Wozniak nas horas vagas. Os amigos decidiram tentar vender o projeto para as empresas HP e Atari, porém ambas negaram, dizendo que computadores pessoais não teriam futuro no mercado.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.