Petrobras vende R$ 244 bi em bens; pode se considerar uma ‘privatização disfarçada’?

A Petrobras vendeu um montante de R$243,7 bilhões em bens da estatal através de 68 transações assinadas, desde 2015. Nestas vendas, estão inclusos negócios como a distribuidora de combustíveis BR, gasodutos, polos de gás e campos de exploração de petróleo.

publicidade

A estatal explicou que estas vendas tem o objetivo de gerar recursos para a quitação de dívidas, e com isso, reforçar os investimentos em uma área que começou a ser considerada como a mais importante do grupo pela administração: a de exploração do petróleo no pré-sal. 

Na visão dos opositores ao projeto, esta é uma estratégia disfarçada de privatização da Petrobras. Eles acreditam que a transferência destas operações, que na grande maioria dos casos é para estrangeiros, resulta em um monopólio que prejudica a concorrência e diminui a capacidade do Brasil de desenvolver e administrar políticas de energia, combustíveis e petroquímica. 

Crescimento das vendas no governo Bolsonaro 

Grande parte das vendas foram efetuadas no atual governo, liderado por Jair Bolsonaro, porém, elas acontecem desde o governo de Dilma Rousseff. Confira a proporção das vendas em cada governo:

publicidade
  • Governo Dilma Rousseff (PT): R$ 26,9 bilhões (11% do total vendido até momento) 
  • Governo Michel Temer (PMDB): R$ 78,5 bilhões (32,2%) 
  • Governo Jair Bolsonaro (PL): R$ 138,2 bilhões (56,7%)

Vendas concluídas 

Um levantamento do Observatório Social da Petrobras, ligado à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), revelou que desde 2015, a estatal obteve um montante de R$243,7 bilhões com estas vendas. 

Foram usados pelos economistas os dados de balanços da estatal. O inicio do levantamento é 2015, ano em que a Petrobras deu início a política de venda de bens de maneira gerencial.

Os negócios considerados são os que já tem contratos de venda assinados, mesmo que alguns deles ainda não tenham sido finalizados. Os valores apurados foram convertidos para reais (muitos negócios são em dólar) e atualizados pelo IPCA.

Bens restantes 

A estatal ainda possui R$1,239 trilhões em bens. Entre os destaques, estão incluídos 12 refinarias, 5.646 poços produtores de petróleo e 60 plataformas de exploração de petróleo.

Por fim, a Petrobras ainda tem 48 terminais e oleodutos, que realizam o armazenamento e a distribuição de petróleo, gás e combustíveis. 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.