Cade aprova compra da MAP pela Gol (GOLL4); confira o que esperar das ações

Nesta segunda-feira (3), a Gol (GOLL4) anunciou que a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a compra da MAP Transportes Aéreos. A aquisição da empresa doméstica, com rotas regionais, foi aprovada pela Cade sem restrições.

publicidade

Segundo a Gol Linhas Aéreas, a decisão de aprovação se tornará definitiva no prazo de 15 dias corridos a partir da publicação do despacho pelo órgão.

Em junho do ano passado, a Gol já tinha anunciado a aquisição da MAP. A compra foi por R$ 28 milhões em dinheiro e ações. A Gol pagará R$ 25 milhões em dinheiro, em 24 parcelas. O pagamento ainda inclui 100 mil ações da Gol, a R$ 28 por papel. A Gol ainda assumirá até R$ 100 milhões em dívidas da MAP.

Com o negócio, a Gol pretende disponibilizar novos destinos e rotas no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Também há o objetivo de aumentar o número de assentos por voo e ter eficiência maior de gastos.

publicidade

A empresa aérea não assumira a frota da MAP — que é composta por sete aviões ATR, com 70 assentos. As aeronaves ficarão com a Voepass (antiga Passaredo), que adquiriu a MAP em 2019.

A Gol conta com parceira para comercializar passagens de voos da Voepass. A companhia deverá atender as rotas operadas, atualmente, pela MAP através da Voepass.

Situação das ações da Gol (GOLL4)

Mesmo diante dos planos de expansão e retomada dos números operacionais apresentada em 2021, as ações encerraram o último ano com desvalorização de 29%.

A tendência negativa acompanhou a preocupação dos investidores com a novas variantes do coronavírus — que causaram o cancelamento de milhares de voos no hemisfério Norte.

Nesta segunda-feira (3), os papéis da companhia fecharam o primeiro pregão do ano com queda de 1,70%, a R$ 16,74.

No ano passado, quando a Gol tinha anunciado a compra da MAP, o negócio foi recebido positivamente por analistas. Apesar disso, na ocasião, o Bradesco BBI e Credit Suisse tinham mantido a recomendação neutra para a ação da companhia aérea.

publicidade

Segundo os analistas do BBI, diante da aquisição, “a Gol fortalece sua posição no mercado de aviação regional, devendo aumentar sua fatia de mercado em 10% via aeroporto de Congonhas com a adição de 26 voos diários”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.