Rendimentos de dois dígitos: títulos do Tesouro Direto voltam a atrair investidores

Nesta quarta-feira (29), as taxas de retorno dos títulos públicos negociados no Tesouro Direto aumentaram. A rentabilidade anual no Tesouro Prefixado chegou a dois dígitos. O resultado acontece em meio a tensão com servidores públicos e a divulgação de dados da inflação.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
Rendimentos de dois dígitos: títulos do Tesouro Direto voltam a atrair investidores
Rendimentos de dois dígitos: títulos do Tesouro Direto voltam a atrair investidores (Imagem: Montagem/FDR)

Os investidores se atentaram aos desdobramentos da decisão de servidores públicos — vinculados a órgãos do governo federal — de realizar paralisações menores até uma greve geral.

A ação visa pressionar o governo de Jair Bolsonaro a oferecer reajuste salarial amplo para as categorias da administração pública. O entendimento aconteceu após uma assembleia no Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate). A reunião aconteceu nesta quarta.

publicidade

Também no cenário doméstico, houve destaque para o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), também chamado de inflação de aluguel. Em dezembro, foi registrada uma alta de 0,87%, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O resultado ficou acima do estimado pelos agentes do mercado financeiro. O levantamento Projeções Broadcast previa que o indicador tivesse elevação de 0,74% — com estimativas variando de 0,06% a 1,02%.

No acumulado anual, a inflação de aluguel chega a 17,74%. As projeções apontavam para uma alta de 17,63% no período. No ano passado, o indicador encerrou em 23,14%.

Em meio a isso, os juros concedidos no Tesouro Prefixado chegaram a 10,93% ao ano. Este valor se refere à atualização da tarde desta quarta. Na abertura pela manhã, a rentabilidade tinha sido de 10,85%.

Já o Tesouro Prefixado 2026, disponibilizava 10,66% ao ano. O número foi nove pontos-base maior do que as taxas registradas pela manhã.

Rentabilidade dos títulos do Tesouro Direto

Estas foram as taxas de retorno dos títulos públicos do Tesouro Direto na tarde desta quarta (29):

publicidade
  • Tesouro Prefixado 2024: rentabilidade anual de 10,93%
  • Tesouro Prefixado 2026: rentabilidade anual de 10,66%
  • Tesouro Selic 2024: rentabilidade anual de Selic + 0,1075%
  • Tesouro Selic 2027: rentabilidade anual de Selic + 0,2478%
  • Tesouro IPCA+ 2026: rentabilidade anual de IPCA + 5,05%
  • Tesouro IPCA+ 2035: rentabilidade anual de IPCA + 5,19%
  • Tesouro IPCA+ 2045: rentabilidade anual de IPCA + 5,19%
  • Tesouro IPCA+ 2030 com juros semestrais: rentabilidade anual de IPCA + 5,10%
  • Tesouro IPCA+ 2040 com juros semestrais: rentabilidade anual de IPCA + 5,29%
  • Tesouro IPCA+ 2055 com juros semestrais: rentabilidade anual de IPCA + 5,37%

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.