Positivo (POSI3) irá produzir urnas eletrônicas para o TSE; o que esperar das ações?

Nesta segunda-feira (28), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou que a empresa de tecnologia, Positivo (POSI3) venceu a licitação para o fornecimento de urnas eletrônicas. O contrato prevê a disponibilização de até 176 mil urnas eletrônicas, que serão usadas a partir das eleições de 2024.

Conforme a licitação, outros produtos e serviços ainda também deverão ser fornecidos — como a oferta de peças de reposição, novo desenvolvimento de equipamentos e software básico, assim como a instalação de mídias de Aplicação e de Resultado. Pelo acordo, a Positivo faturará R$ 1,179 bilhão.

Segundo a presidente da Comissão Permanente de Licitação do Tribunal, Nathalia dos Santos Costa, a proposta foi aceita ao levar em conta o cenário atual de crise mundial decorrente do desabastecimento de insumos eletrônicos e seus desdobramentos na cadeia produtiva e nos valores praticados.

Em julho deste ano, a Positivo já tinha sido a única empresa aprovada pelo Tribunal a operar as urnas eletrônicas até 2024.

Ações da Positivo (POSI3) disparam após notícia

Na sessão desta segunda, as ações da Positivo registraram alta de 5,37%, cotadas a R$ 10,20. Neste ano, os papéis já apresentam valorização de 108,93%. Diante dos acontecimentos recentes, as ações da companhia podem seguir a tendência positiva em meio aos os investidores.

A partir de janeiro do próximo ano, a Positivo pode integrar o Ibovespa. A companhia entrou na primeira prévia do novo índice — válida entre os meses de janeiro a abril de 2022.

Nos últimos trimestres, a Positivo tem apresentado resultados favoráveis. Nos nove primeiros meses deste ano, a companhia de tecnologia teve receita bruta de R$ 2,7 bilhões. No terceiro trimestre, a receita bruta foi de R$ 979 milhões. O valor representa uma alta de 63% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Entre janeiro e setembro, o lucro líquido da Positivo foi de R$ 161 milhões, três vezes maior do que registrado no mesmo período do ano passado. No terceiro trimestre deste ano, o lucro líquido atingiu R$ 54 milhões. Em comparação ao mesmo período de 2020, houve um aumento de 7%.

 Para 2022, a empresa prevê um desempenho parecido. Em entrevista ao Suno Notícias, o vice-presidente de Relações com Investidores da Positivo, Caio Moraes, alegou que a expansão de negócios com o setor público afastará a companhia do cenário negativo do quadro macro em 2022.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.