Empresas da bolsa estão recomprando suas ações; entenda o que isso significa

Em dezembro, diversas empresas da bolsa estão recomprando suas ações. Entre essas companhias, estão a CSN, Via, Iguatemi e Vamos. Algumas destas empresas têm passado por uma fase difícil e, diante isso, decidiram por este movimento.

Empresas da bolsa estão recomprando suas ações; entenda o que isso significa
Empresas da bolsa estão recomprando suas ações; entenda o que isso significa (Imagem: Montagem/FDR)

A recompra de ações significa que a companhia listada em Bolsa comprou percentuais de sua própria empresa — para deixar em custódia (guardar) ou até mesmo cancelar.

Geralmente, este movimento acontece quando o preço das ações no mercado é considerado muito baixo pela gestão. Ao guardar os papéis em sua tesouraria, a empresa poderá esperar outro momento mais apropriado para vender novamente ao mercado, por um valor maior.

Contudo, há outros motivos para a recompra de ações. A companhia pode desejar usar os papéis internamente — para gratificar executivos ou acionistas —, ou para usar como parte de pagamento em alguma operação de aquisição.

No caso de cancelar os papéis, a companhia reduz a oferta de ações em circulação. Neste cenário, os acionistas tendem a se beneficiar, conforme informado pelo assessor da Valor Investimentos, Paulo Luives, ao 6 Minutos.

Isso porque o número de papéis e acionistas diminuirá. Consequentemente, o lucro da companhia será compartilhado com menos pessoas, o que torna o ganho individual maior.

O movimento ainda pode acontecer por que a companhia tem dinheiro sobrando em caixa, e não planeja realizar algum projeto novo, compra ou uso melhor do dinheiro ocioso.

Empresas da bolsa estão recomprando suas ações: leitura do mercado

A leitura do mercado, sobre o movimento de recompra de ações, dependerá da motivação da companhia. Existem casos que essa atitude é bem vista pelo mercado. Quando existe a interpretação de que a empresa tem conhecimento do seu próprio valor, passa a ideia de que confia no negócio.

Na situação de guardar os papéis, para vender futuramente, passa o tom de prudência e zelo.

Ao 6 Minutos, a economista-chefe da Reag Investimentos, Simone Pasianotto, alega que a recompra para cancelar as ações também é interpretada como positiva.

Ao realizar essa medida, a distribuição de dividendos será para um número menor de acionistas. Com isso, a companhia reterá mais lucro pelos papéis que tem.

Contudo, se a empresa tinha um excedente de caixa — e não tinha nada melhor para fazer com ele — isso dá a impressão de que não tem projetos interessantes, não está investindo no negócio ou não possui espaço para crescer.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.