Veja como autorizar compartilhamento de dados na 4ª fase do Open Banking

Na última quarta-feira (15), começou a valer a implementação da 4° fase do Open Banking, o sistema que autoriza o compartilhamento de dados financeiros. 

Uma das novidades da etapa é que as instituições financeiras podem agora compartilhar dados de produtos de investimentos, seguros, câmbio e previdência complementar aberta.

“Com a fase 4, o Open Banking inicia o compartilhamento de um conjunto de informação além de produtos e serviços bancários tradicionais, o que marca o início de sua migração para open finance” afirmou o Banco Central, BC, instituição responsável por supervisionar o Open Banking.

Serviços financeiros incluídos na 4ª fase do Open Banking

  • Ações;
  • Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA).
  • Cotas de fundos de investimento;
  • Cotas de fundos de índices listados em bolsa de valores;
  • Debêntures;
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letras de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Recibo de Depósito Bancário (RDB);
  • Títulos públicos federais disponibilizados pelo Tesouro Direto;

Cronograma da 4° fase do Open Banking

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos, Febraban, por se tratar de uma fase complexa, a 4° etapa será dividida em duas, sendo elas:

  • a partir do dia 15/12/2021: quando as instituições puderam começar a compartilhar dados dos produtos e serviços ofertados sem envolver os dados dos clientes.
  • a partir do dia 31/05/2022: quando as informações financeiras pessoais do usuário que envolvam investimentos, seguros, câmbio e previdência complementar aberta poderão entrar no Open Banking com a autorização prévia do cliente usuário.

Como autorizar o compartilhamento de dados

A adesão do sistema será realizada mediante autorização expressa do cliente que poderá ainda escolher quais dados serão compartilhados, por quanto tempo e quem poderá ter acesso.

Os dados que poderão ser compartilhados são relacionados ao cadastro, como endereço, faturamento, estado civil, serviços e contratos, bem como também informações sobre a conta, saldos, limites, cartões e operações.

O objetivo do compartilhamento de dados é o estímulo da competição entre as instituições financeiras que poderão realizar ofertas de produtos e serviços aos clientes dos bancos concorrentes. O Open Banking deve ainda viabilizar soluções de controle financeiro para os usuários.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.