Fed aponta três aumentos de juro em 2022 e fim de estímulos econômicos

O Fed (Federal Reserve), de acordo com um comunicado divulgado nesta quinta, 15, após a última reunião do ano, irá acelerar o processo de normalização da política monetária.

É planejado pelo Banco Central dos Estados Unidos terminar em março, em vez de junho,  o tapering, o processo de diminuição da injeção de estímulos na maior economia do planeta através da compra de títulos. Mais importante, essa antecipação abre espaço  para que no próximo ano, aconteçam três aumentos da taxa de juros, que está no intervalo entre zero e 0,25%.

“O desenvolvimento da economia e mudanças no cenário garantem essa evolução da política monetária, que continuará a providenciar o suporte apropriado para a economia”, falou Jerome Powell, presidente do Fed, na entrevista coletiva dada a imprensa após a revelação do comunicado.

O programa mensal de compra de títulos terá seu tamanho reduzido para US$60 bilhões a partir do inicio do ano que vem, até atingir  US$0 em março. O montante foi de US$120 bilhões no início da pandemia em março de 2020, até o mês de outubro deste ano, até que começou a ser reduzido em US$15 bilhões em novembro e dezembro.

Após a decisão do Federal Reserve, os contratos de juros futuros passaram a precificar o primeiro crescimento da taxa em maio deste ano.

A mudança na condução da política monetária mais importante do mundo trará reflexos mais relevantes sobre os mercados globais, em especial, de países emergentes como o Brasil. Isso acontecerá por conta da diminuição da liquidez de capital no planeta e, por tabela, do fluxo de recursos que buscam retorno em ativos de maior risco.

As ações na bolsa brasileira e o câmbio, que propende a ficar mais depreciado, são os principais canais de impacto do processo de normalização da política monetária pelo Fed.

Logo após a divulgação, que aconteceu às 16h, horário de Brasília, os índices de ações do S&P 500, do Dow Jones e da Nasdaq conseguiram se recuperar da leve queda com que operavam. O mesmo cenário aconteceu no Ibovespa.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.