Novo Enem! Prova será dividida por fases e terá outra estrutura de questões

Comissão especial do Conselho Nacional de Educação propõe a reformulação do exame. A implantação de um Novo Enem é baseada nas alterações que o Novo Ensino Médio vai implementar no próximo ano.

Novo Enem! Prova será dividida por fases e terá outra estrutura de questões
Novo Enem! Prova será dividida por fases e terá outra estrutura de questões (Imagem: FDR)

Um modelo novo para o Exame Nacional do Ensino Médio pode ser implementado nos próximos anos no país, ele está sendo pensado a partir das alterações que o ensino médio irá sofrer em 2022.

A partir do próximo ano, os estudantes do ensino médio terão uma parte da grade curricular comum (Base Nacional Comum Curricular) a todos, e outra diversificada que poderá ser escolhida por ele mesmo (Itinerários Formativos).

Novo Enem em duas fases

A ideia de divisão em duas fases tem o mesmo pensamento do exame, seria uma fase comum a todos os estudantes e uma específica de acordo com as áreas de carreira pretendidas.

Veja abaixo mais detalhes dessa divisão em duas etapas:

1ª etapa: redação e questões de formação geral de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), nela não há divisão por disciplina;

2ª etapa: perguntas focadas na área de conhecimento escolhida pelo estudante.

Quanto as áreas, elas, possivelmente, estarão divididas da seguinte forma:

  • Ciências, tecnologia, engenharia e matemática: para os candidatos dos cursos de engenharia, química, matemática, física e computação, entre outros da área de exatas.
  • Ciências sociais aplicadas: para os candidatos dos cursos de economia, administração, contabilidade, ciências sociais, direito.
  • Humanidades, Linguagens e Artes: para os candidatos dos cursos de filosofia, história, geografia, artes, letras, pedagogia.
  • Ciências biológicas e saúde: para os candidatos dos cursos de medicina, enfermagem, fisioterapia, biologia, meio ambiente.

Com isso, o Enem estaria alinhado com as mudanças no ensino médio e nenhum dos estudantes estaria prejudicado, a expectativa é de que essas alterações passem a valer a partir de 2024. Lembrando que ela deve seguir para votação no CNE em 25 de janeiro de 2022.

Uma grande questão nesse modelo, é que, se o estudante decidir após a participação no exame que pretende concorrer a um curso de outra área, ele poderá ser impedido de se candidatar à vaga.

Isso porque, como listado acima, para cada curso há um grupo especifico de disciplinas que deverá ser escolhido na prova.

Fique bem informado com a editoria de carreiras do FDR.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.