Publicado o nome de 1 mil pessoas aprovadas na CNH Social do Amazonas

Na segunda-feira (29), o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) divulgou a lista com os nomes das primeiras mil pessoas contempladas pelo projeto CNH Social.

publicidade
Publicado o nome de 1 mil pessoas aprovadas na CNH Social do Amazonas
Publicado o nome de 1 mil pessoas aprovadas na CNH Social do Amazonas (Foto:FDR)

O programa foi lançado no dia 17 de novembro e compõe o Detran Cidadão. 

Segundo o Detran-AM, essa primeira fase do projeto contemplou mil pessoas que moram em Manaus e poderão tirar a sua primeira habilitação, adicionar ou realizar mudança de categoria de forma gratuita.

publicidade

Apesar desses primeiros contemplados, as inscrições continuam sendo realizadas até o dia 31 de dezembro de 2021, e mais pessoas serão contempladas com essa ação.

Quem pode participar da CNH Social?

Para participar os candidatos devem ter uma renda familiar de até dois salários mínimos e serem inscritas no CadÚnico.

O que os selecionados devem fazer?

Os selecionados devem comparecer na sede do Detran Amazonas no dia e horário divulgados na lista de resultado da seleção.

Aqueles que não comparecerem ou chegarem atrasados, terão de esperar uma nova lista de chamamentos para dar continuidade ao seu processo.

Documentos para matrícula

No dia e hora marcado, o selecionado deve comparecer portando os seguintes documentos: 

  • RG;
  • CPF;
  • Título de eleitor;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda.
publicidade

Depois disso, será realizada a coleta da foto e da biometria, logo depois, ela será encaminhada para uma clínica médica credenciada e depois iniciará as aulas no caso da primeira habilitação. 

Já para os casos de adição de categoria, depois de vir ao Detran com a documentação solicitada, os candidatos serão direcionados para a clínica médica e, depois, para iniciarem as aulas práticas no CFC.

CNH Social 

Serão ofertadas a CNH Social para as pessoas de baixa renda cerca de 20 mil vagas, por ano, para a emissão de primeira carteira de habilitação ou para adicionar ou mudar de categoria. Os beneficiários devem economizar cerca de R$ 1.200, que é o custo aproximado para obtenção da primeira habilitação.

publicidade

Os beneficiários estarão isentos dos custos do processo de formação de condutores, como aulas teóricas e práticas, exames médicos e psicológicos, exames de legislação e direção.  

Além disso, serão entregues ainda 40 mil capacetes e coletes e oferecidos cursos de legislação do trânsito em escolas.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.