Vai devolver o auxílio emergencial? Confira como consultar lista com 625 mil nomes

O Ministério da Cidadania junto à Caixa Econômica Federal (CEF) está enviando notificações aos beneficiários do auxílio emergencial 2021 avisando sobre a devolução das parcelas. O cidadão pode consultar se está entre os convocados pela plataforma vinculada ao Dataprev.

Vai devolver o auxílio emergencial? Confira como consultar lista com 625 mil nomes
Vai devolver o auxílio emergencial? Confira como consultar lista com 625 mil nomes (IMAGEM: FDR)

O auxílio emergencial começou a ser pago no ano passado, devido à pandemia de Covid-19. O intuito foi minimizar os impactos gerados pela doença, principalmente as famílias em situação de vulnerabilidade social.

Porém, muitos brasileiros receberam o auxílio emergencial de forma equivocada e, portanto, precisam devolver os valores ao governo. Diante disso, o Ministério da Cidadania está notificando esses beneficiários por meio de mensagens no WhatsApp ou SMS.

É importante lembrar que os critérios de seleção desse ano foram mais restritivos que no ano anterior, deixando muita gente de fora do pagamento das novas parcelas.

O portal FDR reuniu em uma lista todos os grupos que devem devolver o auxílio emergencial recebido indevidamente em 2021. Veja abaixo:

  • Pessoas que trabalhavam formalmente com carteira assinada enquanto recebia o auxílio emergencial;
  • Pessoas que possuíam algum benefício do INSS (abono do PIS/Pasep ou Bolsa Família são exceções);
  • Pessoas que recebiam o seguro-desemprego;
  • Pessoas que tinham renda familiar mensal superior a R$ 550 por pessoa;
  • Membros de família com renda mensal total acima de R$ 3.300;
  • Pessoas que moravam fora do Brasil;
  • Quem era estagiário, residente médico ou residente multiprofissional, beneficiário de bolsa de estudo;
  • Pessoas que estavam presas ou recebia auxílio-reclusão;
  • Dependentes de quem declara Imposto de Renda em 2019;
  • Quem teve rendimentos acima de R$ 28.559,70 em 2019;
  • Quem possui posse ou propriedade de bens ou direitos com valor total superior a R$ 300 mil até 31 de dezembro de 2019;
  • Pessoas com fontes de renda não tributáveis acima de R$ 40 mil;
  • Quem não movimentou os valores do Auxílio Emergencial pagos em 2020.

Os cidadãos podem fazer a consulta no portal Consulta Auxílio e verificar se estão entre 625 mil beneficiários notificados. Para isso, será necessário preencher um breve formulário com dados como: o nome completo, data de nascimento, número do CPF e nome da mãe.

Pronto, você será direcionado para uma nova página, onde poderá visualizar todo o histórico de recebimento do auxílio emergencial, desde 2020. Para a devolução, a Caixa Econômica criou um portal específico para esta ação, o Devolução Auxílio Emergencial.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.